Dois casos suspeitos de zika vírus são registrados por dia em Campo Grande

No Estado o número de notificações chega a 55
| 03/12/2015
- 23:53
Dois casos suspeitos de zika vírus são registrados por dia em Campo Grande

No Estado o número de notificações chega a 55

Só entre os dias 17 de novembro, quando foi aberto o Centro de Sentinela do vírus, na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida, e esta quinta-feira (3) foram registrados 34 casos suspeitos da doença em Campo Grande, o que da uma média de dois casos por dia. Já em Mato Grosso do Sul, o número de pessoas suspeitas de terem contraído o vírus já chega a 55. Já os casos de passam de 34 mil no Estado, e os de Chikungunya totalizam 116 notificações.

Também foram registradas dez nascimentos de crianças com microcefalia, todas na cidade de Dourados, distante 224 quilômetros da Capital. A relação com o zika vírus está sendo investigada, mesmo o município tendo registrado apenas um caso da doença até agora, segundo dados da secretaria de Saúde do Estado.

Em nota oficial, a Prefeitura informou que dos dez recém-nascidos, dois não são de moradoras da cidade, sendo um de Ponta Porã e um de Bela Vista. O secretário de Saúde de Dourados, Sebastião Nogueira tentou minimizar a relação com o zika vírus, afirmando que os casos são comuns, e que apenas não eram notificados. A postura também é adotada pelo Executivo, que afirmou que “até o momento apenas um dos casos está sendo aprofundada a investigação, que é o primeiro caso, onde a mãe alega ter realizado viagem para Rondônia quando estava na 15ª semana de gestação e apresentou na época febre e manchas pelo corpo”.Dois casos suspeitos de zika vírus são registrados por dia em Campo Grande

O segundo município como maior notificações do vírus é Corguinho, à pouco mais de 70 quilômetros de Campo Grande. A cidade, de 5 mil habitantes segundo IBGE 2011, já tem oito casos. Na sequencia aparecem Aquidauana e Anastácio, que são separadas apenas pelo Rio Aquidauna, com sete casos e três casos, consecutivamente. Coxim e Corumbá, com um registro cada.

Dengue

Pelo menos 70 cidades de MS estão com um alta incidência da dengue, segundo o último boletim divulgado pelo governo Estadual. A Prefeitura de Campo Grande já está começando a adotar medidas para intensificar o combate ao mosquito transmissor, Aedes Aegypti. No município foram registrados até agora, 7.359 casos suspeitos da doença. Destes 3.819 foram confirmados, sendo cinco do tipo mais grave da doença. Três pessoas morreram vítimas de dengue. A última vítima foi uma moradora do Bairro Tiradentes, de 45 anos.

Em Dourados, até o momento 2,388 casos foram notificados. Em Três Lagoas 2.106 e em Iguatemí, cidade com maior incidência da doença, o número de casos em relação ao número de habitantes, já são 1.280 notificações.

Chikungunya

Conforme o boletim epidemiológico da SES, entre janeiro e novembro de 2015, foram registrados 116 casos do vírus em Mato Grosso do Sul, sendo 62 deles na Capital. Conforme a PMCG (Prefeitura Municipal de Campo Grande), dois foram confirmados, mas eram de moradores de outros municípios que vieram fazer o tratamento aqui, e dois ainda estão sendo investigados. O restante já foi descartado.

Corumbá é a cidade com maior número de casos confirmados. Dos 18 notificados, seis deram positivo e seis ainda estão sendo investigados.

Veja também

A PMA (Polícia Militar Ambiental) e Bombeiros de Bonito resgatam anta de 250 kg ferida...

Últimas notícias