Capital recebe seminário sobre ‘Democracia, Gênero e Sexualidade’

Seminário vai acontecer nesta sexta, na sede a OAB
| 06/07/2015
- 22:41
Capital recebe seminário sobre ‘Democracia, Gênero e Sexualidade’

Seminário vai acontecer nesta sexta, na sede a OAB

Com o intuito de superar algumas dúvidas sobre conceitos importantes relacionados a gêneros e sexualidades, a OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul) sedia na sexta-feira (10), o seminário ‘Democracia, Gênero e Sexualidades: pelo Direito à Educação Inclusiva’.

O evento tem início às 13h30 e para falar sobre os assuntos elencados, o presidente Júlio César Souza Rodrigues vai ser o responsável pelo tema ‘Democracia’, na sequência o pesquisador professor Dr. Aparecido Francisco dos Reis abordará o tema “Gênero e Sexualidades”, apresentando dados de sua pesquisa sobre educação, violência e homofobia realizada em Campo Grande-MS pelo Laboratório de Estudos sobre Violência, Gênero e Sexualidade (LEVS) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Por fim, haverá a participação da especialista em Educação, professora mestre Hellen Gondim, sobre os processos democráticos na elaboração e sistematização do Plano Municipal de Educação.

De acordo com o presidente da Comissão de Diversidade Sexual OAB-MS, advogado Júlio Valcanaia, debater um assunto como estes é extremamente válido além de qualificar o diálogo com base na Constituição Federal e nos acordos internacionais de Direitos Humanos em relação à orientação sexual e identidade de gênero.

“Este tema gera muitas dúvidas e conflitos entre movimentos sociais, classe política, religiosos, educadores e famílias. Precisamos estudar os fundamentos jurídicos, sociológicos e pedagógicos a fim de fortalecer as políticas públicas que atendam indiscriminadamente a todas e todos, sem excluir nenhum indivíduo do acesso e permanência no sistema formal de educação”, explica.

Segundo o Professor Doutor Tiago Duque, pesquisador da UFMS e apoiador do evento, “O seminário facilitará a compreensão sobre gênero e sexualidades como experiências culturais e políticas, isto é, implicadas em diversas relações de poder. Compreendê-las nesta perspectiva trará contribuições importantes para a redução das desigualdades e violências em nossa cidade”, resume.

Foram convidadas instituições ligadas à Justiça, Assistência Social, Direitos Humanos, Mulheres, Educação Pública e Privada, Cultura, LGBT, Sistema “S”, Trabalhadores, Agricultura Familiar, Saúde, entre outros. O seminário é gratuito e aberto à comunidade, bastando comparecer no local do evento sem pré inscrição. Não será fornecido certificado.

O Evento está sendo realizado em parceria com o Conselho Estadual de Direitos Humanos, ATMS – Associação das Travestis e Transexuais de MS, Rede Apolo – Rede de Homens Gays e Bissexuais de MS, Articulação de Mulheres Brasileiras/MS, NEG – Núcleo de Estudos de Gênero da UFMS, LEVS – Laboratório de Estudos sobre Violência, Gênero e Sexualidade da UFMS, IMPRÓPRIAS – Grupo de Pesquisa em Gênero, Sexualidade e Diferenças da UFMS, FETEMS – Federação dos Trabalhadores em Educação de MS e Grupo de Mães e Familiares de LGBT.

São apoiadores a Comissão de Direitos Humanos OAB-MS, Comissão de Biodireito OAB-MS, Comissão de Direito à Saúde OAB-MS, Comissão de Defesa da República e da Democracia OAB-MS, Comissão de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher OAB-MS, Comissão da Mulher Advogada OAB-MS, Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Instituto Diálogo – Instituto e Laboratório de Elaboração de Políticas Públicas, Cidadania e Desenvolvimento Urbano, Gabinete da 12ª Defensoria Pública Cível de 2ª Instância e a Subsecretaria de Políticas Públicas para as Mulheres do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.

Veja também

Banco de emprego começa semana com mais de 100 vagas para serviços gerais

Últimas notícias