Cotidiano

Assembleia nesta quarta-feira vai definir fim da greve de professores da UFMS

Até o momento não há informações sobre reposição de aulas

Midiamax Publicado em 07/10/2015, às 12h14

None
adufms_-_diogo_goncalves_midiamax.jpg

Até o momento não há informações sobre reposição de aulas

A vice-presidente da Adufms (Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Mariuza Guimarães afirma que a assembleia agendada para a tarde desta quarta-feira (7), vai definir o fim da paralisação dos docentes da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Segundo a vice-presidente da Adufms, a saída do comando nacional de greve deve ocorrer entre os dias 13 e 16 deste mês. “Faremos a assembleia nesta tarde para fazer a última avaliação da greve e trabalhar a data de saída do comando nacional de greve”, afirma.

A greve começou no dia 25 de junho, Conforme informações da Adufms, na ocasião faltavam em torno de 28 dias para o fim do calendário letivo referente ao primeiro semestre de 2015. Até o momento não há informações sobre a reposição das aulas. A questão deve será discutida nesta sexta-feira (9).

“Vamos discutir este assunto com a pró-reitoria da UFMS”, explica a vice-presidente da Adufms. Ela observa que a reposição deve obedecer alguns critérios. “Estamos trabalhando com a não concomitância com o segundo semestre e os dias letivos que faltavam para terminar o semestre”, frisa.

Paralisação –

No início, 1.320 professores e três mil administrativos reivindicavam reajuste de 27% e reestruturação da carreira com progressão funcional de índice de 5% entre um nível profissional e outro, no entanto, com o decorrer das negociações, a categoria encaminhou uma contraproposta de 19.7%, que foi rejeitada.

Atualmente o salário de professores graduados inicialmente para 20 horas aulas é de R$ 2.080,00, mestres R$ 4 mil e doutores R$ 8.600. As universidades federais de Mato Grosso do Sul atendem 17 mil alunos no Estado, dentre eles, 8 mil apenas em Campo Grande. A assembleia desta tarde terá início às 13h30, no auditório II da UFMS.

Jornal Midiamax