Cotidiano

Alunos da rede municipal ficam sem aula e professores decidem sobre greve

Categoria reivindica 13% de integralização do piso 

Thatiana Melo Publicado em 19/05/2015, às 10h49

None
reuniao_acp_-_mj_1.jpg

Categoria reivindica 13% de integralização do piso 

Mais de mil alunos da rede municipal de ensino de Campo Grande estão sem aula nesta terça-feira (19). Os 6 mil professores paralisaram as atividades e em assembleia devem decidir pela greve da categoria.

“Estamos fazendo o enfrentamento com a Prefeitura porque ela não cumpriu o acordo com os professores”, fala Geraldo Gonçalves, presidente do ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais em Educação Pública).

De acordo com Geraldo o reajuste para a integralização do piso é de 13%, o que elevaria os salários dos professores de R$ 1.679 para R$ 1.917. Segundo o sindicato a categoria tenta negociar com a Prefeitura desde 10 de março, mas sem sucesso.  

“Agora vamos formar uma comissão para pedir ajuda aos vereadores para fazer esta intermediação junto ao executivo municipal”, diz Geraldo que ainda ressalta que nesta terça será decidido se os profissionais entram em greve.

Jornal Midiamax