Cotidiano

ACP diz que aguarda reunião com Olarte para votar reajuste de 8,5%

Sindicato vai representar contra prefeito no Ministério Público

Thatiana Melo Publicado em 29/06/2015, às 11h05

None
site_mg_2763.jpg

Sindicato vai representar contra prefeito no Ministério Público

Os professores da Rede Municipal de Ensino aguardam reunião marcada para esta terça-feira (30), com o prefeito, Gilmar Olarte (PP), para a discussão de uma nova proposta de reajuste salarial, segundo o presidente da ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais de Educação Pública), Geraldo Gonçalves.

Geraldo explica que nesta segunda-feira (29) duas representações contra o prefeito de Campo Grande serão protocoladas no Ministério Público, por improbidade administrativa e por crime de responsabilidade. “Estamos recolhendo assinaturas para um abaixo-assinado para que a lei seja cumprida”, afirma Geraldo.

De acordo com o presidente do sindicato não existe consistência na proposta feita pelo executivo municipal de dar um reajuste de 8,5% parcelado em sete vezes. “Já que ele (prefeito) diz que ofereceu este reajuste, agora é só oferecer o restante de janeiro a março do ano que vem”, diz.

Ainda de acordo com Geraldo uma assembleia está marcada para a noite de terça-feira (30) para avaliação da proposta apresentada pela Prefeitura.

Greve

A greve dos professores da Reme (Rede Municipal de Ensino) foi deflagrada em 25 de maio. Os professores pedem reajuste salarial de 13,01%, conforme lei federal de equiparação do piso. Nestes 34 dias de paralisação diversas propostas e contrapropostas foram feitas, mas as partes não chegaram a um consenso. A Prefeitura alega não ter condições financeiras de dar o reajuste neste momento. 

Jornal Midiamax