Marajó

O governo do presidente Lula da Silva (PT) segue revogando medidas do antecessor
Jair Bolsonaro (PL). Acaba de ser revogado o “Abrace o Marajó” da hoje senadora e ex-
ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves (PL-DF). O programa
era tido como potencial vitrine para ela que sonha em ser vice em 2026. A
Controladoria-Geral da União (CGU) identificou irregularidades e possíveis prejuízos
aos cofres públicos de cerca de R$ 2,5 milhões. Outras iniciativas que simbolizaram o
governo Bolsonaro também não existem mais. Foi extinta a diretoria do Ministério da
Educação (MEC) responsável pelo programa de escolas cívico-militares. Também
foram revogados estudos de privatização de sete estatais, entre elas Correios, Serpro,
Dataprev e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O atual Governo
retormou o Fundo Amazônia e derrubou atos que anistiaram multas ambientais.

Campanha ao STF

O ministro da Secretaria de Comunicação Social do governo, Paulo Pimenta, recebeu
representantes de todas as Forças Sindicais (CUT, Força Sindical e CTB) do Rio
Grande do Sul. Eles entregaram uma carta para ser levada ao presidente em que pedem
a indicação da jurista, advogada e professora Soraia Mendes ao STF. Ela viveu em uma
favela e fez toda a sua formação em universidades públicas.

Pizzaria

Sem pedidos de indiciamentos, a CPI das Americanas entra para a galeria de comissões
que terminaram em pizza no Congresso. O parecer do relator, deputado Carlos Chiodini
(MDB-SC), não aponta responsáveis pelo rombo de R$ 20 bi no balanço da empresa.
Outras comissões que não “encontraram” culpados foram a CPI do Mensalão (2005), da
Petrobras (2015), dos Cartões Corporativos (2008), entre outras.

Desconforto

A iminente entrada do Republicanos no Governo Lula causará desconforto em parlamentares que fazem oposição severa ao petista. Pelas conversas encaminhadas, o partido assumirá o comando da pasta de Portos e Aeroportos, com o deputado Silvio Costa Filho. Os senadores Hamilton Mourão (RS) e Damares Alves (DF), por exemplo, tendem a avaliar a permanência na sigla. A conferir.

Corrupção & lavagem

Crimes de corrupção (ativa e passiva) e lavagem de dinheiro estão prestes a se tornarem
imprescritíveis. Já aprovado na Comissão de Segurança, o projeto (PL 5.236/2020)
segue para o plenário com parecer do relator, senador Esperidião Amin (PP-SC), no
qual afirma que a mudança terá “efeito dissuasório” e permitirá a punição de quem optar
por prosseguir cometendo os crimes.

Acessos

Usuários do aplicativo “Meu INSS” estão recebendo informações a respeito de ações e
informações de utilidade pública. A estreia se deu no Rio de Janeiro, com dados sobre a
campanha nacional de vacinação lançada pela apresentadora Xuxa, embaixadora da
ação. O Ministério da Previdência quer aproveitar que o aplicativo tem cerca de 50
milhões de acessos por mês.

ESPLANADEIRA

# Renata Dembogurski realiza sessões de autógrafos de “Virkadaz” na Bienal do Livro do Rio, nos dias 9 e 10. # São Paulo sedia o 55º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial entre os dias 5 e 8. # Levantamento da ABRAPE registra consumo recorde de R$ 66,5 bilhões no setor de recreação. # Pesquisa da Arteris mostra que colisão traseira representa 31% dos acidentes registrados em rodovias. # Dados do Banco Central e da Febraban indicam que 70% das pessoas gastam mais do que ganham. # Rede X, antigo Twitter, vai incorporar identificação biométrica ao seu serviço de assinatura.