O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se tornou usuário da rede Bluesky, concorrente do X (antigo Twitter) e a primeira postagem foi sobre a agenda em Campo Grande, nesta sexta-feira (12). A adesão ocorreu devido aos ataques de Elon Musk, dono da plataforma X, à Justiça brasileira e governo brasileiro.

“Vou participar da habilitação de 38 frigoríficos para exportação de carnes para a China. Em seguida, em SP, para a inauguração da sede da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos e anúncio de investimentos. A economia no rumo certo”, disse o presidente em relação à agenda na JBS que recebeu licença para exportar produtos para a China.

Porém, Lula não abandonou o perfil no X onde fez a mesma publicação. No último sábado (06), Elon Musk fez críticas a Alexandre de Moraes dizendo que o ministro tem “Lula na coleira”. Também nesta sexta, o governo suspendeu a formalização de novos contratos de publicidade no X.

A rede Bluesky foi fundada em 2019, e começou a ganhar mais usuários brasileiros após ameaça de retirada do X do país após Musk dizer que poderia descumprir decisões judiciais e reativar contas suspensas de e aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que, segundo Moraes, é embasada por causa da disseminação de fake news e atos antidemocráticos.