Na tarde desta segunda-feira (12), a empresária Helena Trajano usou suas redes sociais para comentar, brevemente, sobre o falecimento de sua tia – e fundadora da Magazine Luiza, Luiza Trajano Donato. A homenagem foi feita no ‘X', antigo Twitter. A empresária faleceu na madrugada desta segunda-feira (12), em Franca (SP).

“Gente, hoje, com muita tristeza, nos despedimos da Tia Luiza, uma das maiores referências na minha vida, pelo seu exemplo de força, trabalho e determinação! Obrigada por tudo! Te amo, tia!”, escreveu a sucessora, que já está em Franca, para o velório da tia.

Aos 97 anos, Luiza Trajano Donato morreu em casa, por causas naturais. A cidade onde a fundadora morava – e será enterrada – é também o local onde abriu sua primeira loja da rede.

Por isso, todas as unidades do Magazine Luiza de Franca estão fechadas nesta segunda-feira, em luto.

História

As redes sociais do Magazine Luiza publicaram um texto sobre a história e carreira da fundadora de uma das maiores redes varejistas do Brasil.

Conforme a publicação, Luiza Trajano ousou em uma época em que as mulheres eram criadas para se dedicarem exclusivamente aos cuidados de casa e da família. Junto ao seu marido, Peregrino José Donato, ela investiu na loja ‘A Cristaleira', que futuramente seria a primeira unidade, da agora conhecida, Magazine Luiza.

No comunicado, os representantes lembraram o discurso feito pela empresária durante a abertura simultânea de 50 lojas na cidade de São Paulo, em 2008.

“Quero pedir a vocês, como boa vendedora que fui, para sempre atender o freguês da melhor maneira possível, sem olhar se ele é branco, preto, pobre, rico, bonito ou feio. Atender com todo carinho, não importa se um esteja usando salto e outro chinelo de dedo. Atender com educação, não tapear o cliente, não mentir de jeito nenhum. Se vocês quiserem crescer na vida, sejam sempre sinceros e honestos”, afirmou na época.

Por não ter filhos, no início da década de 90 a empresária escolheu sua sobrinha, Luiza Helena Trajano, como sucessora dos negócios.