O ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, disse em entrevista ao Jornal Correio Braziliense que o governo federal prepara um programa para vender passagens aéreas a R$ 200 para aposentados, servidores públicos e estudantes.

“O que estamos buscando é comprar a ociosidade dos espaços. As companhias brasileiras chegam na faixa de 30 milhões de passageiros, cada uma delas, operando com 78% a 80% de vagas ocupadas. Outras 20% saem vazias. Eu quero essas vagas para as pessoas que não voam”, disse ao jornal.

O objetivo do governo é pôr fim em assentos excedentes, fazendo acordo com Azul, Latam e Gol.

A princípio, o programa se chamará “Voa Brasil” e estará disponível para quem tem renda mensal de até R$ 6,8 mil.

Ainda, em outra entrevista, o ministro detalhou que somente estudantes que usam o Fies (Fundo de Financiamento aos Estudantes do Ensino Superior) é que teriam direito ao benefício.

Dessa forma, quem se enquadrar nas regras, poderia comprar duas passagens por ano por R$ 200 cada. Ainda, parcelar em 12 vezes com financiamento da Caixa Econômica Federal, que ficará responsável por fazer o pagamento às aéreas.

Por fim, França acredita que o programa possa entrar em funcionamento ainda no segundo semestre deste ano. “Hoje, nós temos em média 90 milhões de passagens aéreas emitidas por ano no País. Esse montante de viagens é feito por apenas ’10 milhões de CPFs’, ou seja: as mesmas pessoas voam várias vezes”, afirmou França.