O presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu que, quem praticar violência contra a mulher, terá de sofrer com as consequências da lei. Ao reforçar compromisso de acabar com tal violência, ele garantiu que seu governo será muito duro na temática.

“Vamos ser muito firmes no combate à violência contra a mulher. Se o cidadão não respeitar as mulheres, a lei vai para cima dele com tudo”, declarou . Durante o evento, ele entregou 1.440 residências do em Rondonópolis (MT), nesta sexta-feira (3).

“A mão de homem foi feita para trabalhar, fazer carinho, não foi feita para bater em mulher”, destacou.

Assim, ao chamar quem “tem coragem de levantar a mão para bater em uma mulher e expulsá-la de casa” de “canalha”, o presidente disse que o lugar dessas pessoas é na cadeia, não dentro de casa.

Lula apresentará lei de igualdade salarial entre homens e mulheres

Então, na terça-feira (28), o chefe do Executivo anunciou que, em 8 de março, comemorado o Dia da Mulher, o governo irá apresentar uma lei de igualdade salarial de gênero para homens e mulheres que exercem a mesma função.

A medida é uma promessa de campanha que favoreceu o apoio da então candidata e agora ministra do Planejamento, Simone Tebet, a apoiar o candidato petista à cadeira presidencial.