Anderson Torres, ex-secretário de Segurança do Distrito Federal e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública na gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), foi preso na manhã deste sábado (14). As informações são do Portal Uol.

A detenção aconteceu no Aeroporto de Brasília, logo após o seu desembarque do voo vindo dos Estados Unidos, por volta das 6h20, horário de Mato Grosso do Sul. A prisão já tinha sido decretada na terça-feira (14), pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes, na terça-feira (10).

O ex-secretário saiu do avião escoltado por policiais da Polícia Federal e passageiros contaram que Anderson Torres recebeu voz de prisão assim que desembarcou. Ele deve fazer exame de corpo de delito.

Ainda conforme divulgado, o ex-ministro foi exonerado no domingo (8), depois que manifestantes invadiram as sede dos Três Poderes, na capital federal. Ele era responsável pela Polícia Militar, que não conteve os atos.

Para o governo federal, houve negligência e o pedido de prisão partiu da AGU (Advocacia-Geral da União).