O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, disse nesta segunda-feira (9), que o conflito no vai trazer mais volatilidade ao do petróleo, e que a nova estratégia comercial da companhia vai ajudar a mitigar uma eventual disparada no valor dos derivados, principalmente do diesel, que já vinha pressionado.

“Provavelmente vamos ter mais volatilidade no preço, o que vai salientar de novo a utilidade da política de preços que a gente tem colocado em prática junto com o governo federal”, disse ele ao chegar em evento promovido pelo consulado da Noruega no Palace, no .

Prates destacou principalmente uma possível aceleração no preço do diesel, mas que ainda é preciso acompanhar o desenrolar dos acontecimentos.

“Não tem que fazer muito mais do que a gente está fazendo, tem que ir acompanhando os preços, principalmente do diesel, e ir se organizando”, explicou. “Isso não quer dizer que vamos fazer ajuste o tempo todo”, concluiu.

Saiba Mais