O embaixador do Brasil em , Nestor Forster, foi exonerado do cargo pelo chanceler Mauro Vieira. A publicação, que veio à público nesta terça, 10, foi assinada no dia 6, antes, portanto, do ataque de bolsonaristas aos prédios dos três Poderes em Brasília.

Diplomata de carreira, Forster é um aliado de (PL) e assumiu o comando da diplomacia brasileira nos durante o mandato do ex-presidente. Era também amigo e entusiasta do escritor Olavo de Carvalho, que morreu nos EUA no ano passado.

Forster esteve à frente, antes de assumir a embaixada, da organização de encontro de Bolsonaro em Washington com expoentes da direita americana como Steve Bannon, ex-assessor do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump. Bannon foi condenado à prisão, no fim de outubro, por se recusar a cooperar com o Congresso dos EUA nas investigações sobre o ataque ao Capitólio dos EUA, em 2021. Ele recorria em liberdade.

Nova York

No mesmo dia, Mauro Vieira também exonerou do cargo a diplomata Maria Nazareth Farani Azevêdo do cargo de cônsul do Brasil em Nova York. Recentemente, a diplomata assumiu a defesa de pautas defendidas pelo governo Bolsonaro. Segundo a portaria publicada pelo Itamaraty, os dois diplomatas devem voltar a Brasília.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.