O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), anunciou na manhã deste sábado (18) novas regras que deverão ser seguidas pela produtora responsável pela organização dos shows de Taylor Swift. Ao lamentar a morte da sul-mato-grossense Ana Benevides, de 23 anos, o prefeito considerou inaceitável a perda da jovem e exigiu providências.

“Obviamente, ainda estamos apurando mais detalhes das circunstâncias do ocorrido. De qualquer forma, já determinei ao Chefe Executivo de Operações do município que exija providências junto a produção do show”, escreveu em sua conta do Twitter.

“Já posso adiantar as seguintes medidas que eles devem anunciar ainda na manhã de hoje: antecipação da entrada em 1h e ocupar o anel de circulação para tirar o público do sol; novos pontos de distribuição de água; aumento de número de brigadistas e ambulâncias”, ordenou.

Fã passou mal e morreu antes de começar o show

Com um público de cerca de 60 mil fãs, o primeiro show da turnê “The Eras Tour” da cantora Taylor Swift no Brasil ficou marcado por uma tragédia na noite desta sexta-feira (17). Ana Clara Benevides, de 23 anos, era fã da artista e morreu antes do início do show que ocorreu no Estádio Nilton Santos no Rio.

Ana foi socorrida antes do início do show ao desmaiar na grade em frente ao palco, dentro do Engenhão. Chegou a ser encaminhada ao hospital, mas não resistiu a uma parada cardiorrespiratória.

Jovem era de Mato Grosso do Sul

Natural de Sonora, Ana Benevides morava em Rondonópolis, onde cursava psicologia pela UFR (Universidade Federal de Rondonópolis).

Conforme o enfermeiro Thiago Fernandes, 22, amigo de Benevides, ela foi reanimada no estádio por aproximadamente 40 minutos, porém, teve uma segunda parada a caminho do hospital.

Após dar entrada na unidade de saúde, acabou não resistindo e faleceu por volta das 20h. (Com Agência Estado)