O técnico Tite sofreu um assalto enquanto caminhava com a mulher, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O episódio aconteceu no início da semana passada. O treinador teve um cordão roubado por uma pessoa que passava de bicicleta no momento. Tanto o ex-comandante da seleção brasileira quanto a companheira passam bem.

Segundo a coluna do Ancelmo Gois, o assaltante teria reclamado da atuação brasileira na do Mundo. A assessoria do treinador desmente a história, afirmando ainda que uma outra pessoa que passava no momento viu a cena e tentou interceptar o ladrão, mas não conseguiu. O casal seguiu normalmente com a caminhada.

Tite desembarcou no Rio no dia 11 de dezembro, dois dias após a eliminação no Brasil para a Croácia, nos pênaltis, no Mundial do Catar. Emocionado, o técnico não quis dar entrevistas e apenas agradeceu a algumas pessoas, cerca de 50, que o aplaudiram na passagem pelo saguão do Aeroporto Internacional Tom Jobim.

Tite deixa o cargo após seis anos no comando técnico da seleção brasileira. Nesse período, disputou duas Copas do Mundo, em 2018 e 2022 – eliminado em ambas nas quartas de final, para e Croácia, respectivamente. Conquistou uma Copa América, em 2019, e um vice-campeonato, em 2021, diante da Argentina.