É cliente da Oi em MS? Saiba qual será a sua nova operadora após venda da rede

No Brasil, as operadoras serão divididas por região e terão novas obrigatoriedades
| 10/02/2022
- 14:35
É cliente da Oi em MS? Saiba qual será a sua nova operadora após venda da rede
Foto: Marcos Pinto/Divulgação

A venda de uma das maiores empresas da comunicação, a Oi Móvel, foi feita no fim de 2020, porém só neste ano o negócio de R$ 16,5 bilhões foi concluído após aprovação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e do (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Com a mudança, clientes de são transferidos para a operadora Tim Brasil.

Os clientes antigos serão distribuídos conforme a região para as concorrentes Claro, Tim ou Vivo. A mudança também terá uma série de obrigações aos novos consumidores. Segundo O Extra, a Oi tem mais de 42 milhões de clientes, sendo 3,2 milhões de contas corporativas e 38,8 milhões de pessoas físicas.

Ao todo, serão divididos entre 10,5 milhões para a Vivo, 14,5 milhões para a Tim e 11,7 milhões para a Claro. Os DDDs 067 ficaram destinados a Tim. As empresas deverão:

  • Apresentar plano de transferência dos números de celular da Oi;
  • Adotar um plano de comunicação que contenha um cronograma referente ao processo de migração dos números;
  • Disponibilizar canais de comunicação para tirar dúvidas do consumidor sobre a migração;
  • Dar direito de escolha de planos de serviço iguais ou semelhantes aos contratados com a Oi;
  • Respeitar o direito à privacidade dos dados;
  • Dar direito de portabilidade a qualquer momento.

As empresas terão 18 meses para se adequar às normativas.

O que muda para o cliente?

Em tese, nada irá mudar para os clientes, pois o número continua o mesmo. Vale lembrar que o consumidor poderá optar pela portabilidade de operadora quando desejar, além de poder cancelar ou mudar de plano sem multa ou quebra de contrato.

Já os clientes da Oi que possuírem combos com serviços fixos e móveis terão segregação transparente dos contratos e a devida comunicação ao consumidor.

Veja também

Etiqueta indica diferença de consumo de até 30% entre produtos

Últimas notícias