De acordo com a Fiocruz, as conclusões do estudo podem auxiliar no planejamento da alocação de recursos físicos e humanos em saúde, de forma a atender às necessidades da população.

O estudo é assinado pelos pesquisadores do Proadess – Projeto de Avaliação do Desempenho do Sistema de Saúde: Francisco Viacava, Carolina de Campos Carvalho, Ricardo Dantas de Oliveira e Anselmo Romão, do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz), e Monica Martins, da Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz).