Brasil

Pesquisa mostra que mais de 30 milhões de brasileiros vivem com até 1 salário mínimo

Recorde histórico, estudo do IDados mostra ainda que maior parte dos trabalhadores que recebem até um salário mínimo é de negros

Lucas Mamédio Publicado em 18/09/2021, às 08h46

None
(Foto: Divulgação)

Um levantamento da consultoria IDados revelou que atualmente, no Brasil, 30,2 milhões de pessoas sobrevivem com até um salário mínimo. O número de brasileiros que vivem com uma renda de até R$ 1,1 mil bateu seu recorde, de acordo com o estudo realizado com base nos indicadores da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio) do segundo trimestre.

Em relação ao total de pessoas empregadas, são 34,4% dos trabalhadores recebendo até um salário mínimo, patamar mais alto desde 2012.

Além da baixa remuneração, ainda segundo o estudo, os brasileiros estão sofrendo dificuldades com a alta de alimentos, energia elétrica e combustível, já que no acumulado de 12 meses, a  inflação já está próxima de 10%.

Desde 2012, quando a série histórica começou, o menor número de trabalhadores com rendimento de até um salário mínimo foi visto no auge da pandemia. No terceiro trimestre do ano passado, 17,6 milhões de pessoas tinham remuneração mínima. 

A desigualdade social também é escancarada no estudo do IDados. Em análise mais detalhada, pode-se ver que dos 30,2 milhões de trabalhadores que ganham até um salário mínimo, quase 20 milhões são negros. Atualmente, 43,1% dos negros empregados recebem até R$ 1,1 mil.

Jornal Midiamax