O Ministro da Saúde , anunciou nesta segunda-feira (11), que não está focando, inicialmente, nas duas doses da vacina de Oxford. O objetivo primordial é frear a contaminação com a aplicação da primeira dose nos brasileiros.

A imunidade completa não é o primeiro objetivo do ministro, mas sim tentar que a acabe de vez no país, para assim, conseguir aplicar a segunda dose. Pois de acordo com os dados divulgados pelos britânicos, apenas com a primeira dose a eficácia é de 70% e com a segunda dose será 80%.

Com isso, o ministro anunciou ao lado do governador Wilson Lima (PSC) e do prefeito de Manaus, Davis Almeida (), ações de combate à doença justamente no momento crítico em que a capital do Amazonas se encontra.

Com vários estados passando por um momento crítico, Pazuello espera que os 70% cause uma imunização em massa.

“Essas doses, que com duas doses você vai a 90 e tantos por cento [de imunização], com uma dose vai a 71%. Com 71% talvez a gente entre para imunização em massa, é uma estratégia que a Secretaria de Vigilância em Saúde vai fazer para reduzir a pandemia. Talvez o foco seja não na imunidade completa, mas sim a redução da contaminação e aí a pandemia diminui muito. Podendo aplicar a segunda dose na sequência, chegando a 90%”, afirmou.