Brasil

Moro vai às redes sugerir escolha de candidatos ‘sem discurso de ódio’

Sérgio Moro afirmou ser ‘simbólico’ que as eleições municipais deste ano tenham caído no mesmo dia da Proclamação da República

Agência Estado Publicado em 15/11/2020, às 12h47

Sérgio Moro. (Foto: reprodução/Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Sérgio Moro. (Foto: reprodução/Marcelo Camargo/Agência Brasil) - Sérgio Moro. (Foto: reprodução/Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro usou as redes sociais neste domingo (15) para defender voto em candidatos ‘íntegros’ e sem ‘discurso de ódio’. O ex-juiz da Lava Jato afirmou ser ‘simbólico’ que as eleições municipais deste ano tenham caído no mesmo dia da Proclamação da República

“É simbólico que a eleição deste 15/11 ocorra no mesmo dia do aniversário da República. O eleitor é responsável pelo que vai acontecer nos próximos 4 anos. Escolha candidatos íntegros e comprometidos com uma gestão honesta e que beneficie a todos, sem discurso de ódio. Vote consciente!”, afirmou.

Moro tem iniciado conversas para tentar afastar sua imagem à do presidente Jair Bolsonaro, a quem compôs o governo até abril deste ano. O ex-magistrado chegou a ter conversas com o apresentador de televisão Luciano Huck com objetivo de viabilizar uma possível chapa presidencial para 2022.

A movimentação, no entanto, desagradou aliados de Huck, que considerou a aproximação prematura. Segundo o núcleo que acompanha o apresentador, o nome do ex-juiz ainda é muito ligado à direita e dificulta a imagem de uma candidatura de ‘centro’ que apoiadores de Huck defendem. O encontro entre os dois ocorreu no último dia 30, no apartamento de Moro, em Curitiba, e foi revelado pelo jornal Folha de S. Paulo. O Estadão confirmou que eles almoçaram juntos.

Jornal Midiamax