Brasil

VÍDEO: parentes de PMs fazem ‘festa’ na porta de quartel durante caos no ES

Cidades estão passando por onda de violência durante a greve

Ana Paula Chuva Publicado em 07/02/2017, às 18h16 - Atualizado em 09/10/2020, às 12h13

None
4bpm.jpg

Cidades estão passando por onda de violência durante a greve

Familiares de PMs, no Espirito Santo, aparecem em um vídeo que de acordo com informações seria uma festa realizada em frente ao 4º Batalhão da Policia Militar, que fica em Vila Velha, na noite de domingo (5). As cidades estão sem policiamento desde que os parentes dos militares bloqueiam as saídas dos batalhões em protestos pedindo reajuste salarial para a categoria, que é proibida de fazer greve.

Segundo informações, o estado está vivendo uma onda de violência desde a parada da PM. Mortes, saques, assaltos é que vem acontecendo desde sábado (4), em todas as cidades.

No vídeo é possível ver um agrupamento de pessoas em frente ao batalhão, que seriam supostamente os familiares dos policiais, enquanto toca uma música luzes das viaturas piscando e muita gente rindo rindo, dançando e lanchando na frente do batalhão.

As pessoas responsáveis pelo vídeo, ainda de acordo com as informações afirmaram que eles estariam zombando da sociedade enquanto a população está sofrendo. Enquanto a população está sofrendo, os familiares dos policias festão fazem farra e boate na frente do batalhão, zombando da sociedade”, falou um morador de Vitória.

De acordo com o G1, o secretário de Segurança Pública do Espírito Santo, André Garcia, informou, nesta terça-feira (7), que as famílias dos PMs que protestam em frente aos quartéis e impedem a saída dos militares não vão ser retiradas à força do local. “Temos que evitar, nesse momento, o conflito”, disse. Ele classificou o movimento como uma “palhaçada”.

Garcia disse, em entrevista que um inquérito policial vai ser instaurado para investigar os responsáveis pela paralisação, ainda segundo o G1. “Vamos ver quem está incitando. Tem gente que vai às portas dos quartéis fazer discurso, posta na internet, depois vem exigir providência por parte do governo. Tudo isso está sendo levantado”, explicou.

Veja o vídeo. 

Jornal Midiamax