Brasil

Juiz pego dirigindo carro de Eike Batista é condenado a oito anos de prisão

Juiz foi flagrado dirigindo Porsche de Eike após determinar bloqueio de bens

Joaquim Padilha Publicado em 08/08/2017, às 10h49

None

Juiz foi flagrado dirigindo Porsche de Eike após determinar bloqueio de bens

O juiz Flávio Roberto de Souza, que foi flagrado dirigindo um carro do empresário Eike Batista apreendido pela Justiça, foi condenado a oito anos e três meses de prisão em regime semiaberto, pelos crimes de peculato e fraude processual.

A sentença partiu do juiz Marcelo da Costa Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro. Souza pode recorrer à sentença em liberdade, porém até o momento não declarou sua intenção de entrar com recurso. Na decisão, Bretas afirma que a atitude do magistrado foi de “péssimo exemplo” na “luta contra a corrupção”. 

“A apropriação de relevante quantia por um magistrado, que mais do qualquer servidor tinha o dever de salvaguardar os bens apreendidos por sua própria decisão, gera grave impacto na imagem do Poder Judiciário nacional como um todo”, afirmou o juiz.Juiz pego dirigindo carro de Eike Batista é condenado a oito anos de prisão

“Finalmente, consigno o péssimo exemplo que este fato representa no cenário nacional atual, em que os homens e mulheres de bem deste país estão engajados na luta contra a corrupção”, concluiu Bretas.

Anteriormente, após ter sido flagrado usando o carro de Eike, Souza já havia sido condenado a aposentadoria compulsória. Agora, com a condenação da Justiça, o juiz irá perder o cargo federal, a aposentadoria e terá de pagar R$ 25 mil como reparação de danos.

O caso ocorreu em 2015, quando o juiz Souza determinou o bloqueio de bens de Eike, preso no âmbito da Operação Eficiência. Em fevereiro daquele ano, o magistrado foi flagrado dirigindo um porsche apreendido do empresário. 

Jornal Midiamax