Brasil

Câmara restringe acesso a prédio em dias de votação de reforma

Polícia Militar terá espaço para viaturas em estacionamento do Congresso

Joaquim Padilha Publicado em 08/05/2017, às 14h29

None
camara_seguranca.jpg

Polícia Militar terá espaço para viaturas em estacionamento do Congresso

Dois dias após grupos de agentes penitenciários invadirem a Câmara dos Deputados, durante a votação do relatório da comissão especial que analisa a reforma da Previdência, a diretoria-geral da Casa decidiu restringir o acesso à Câmara na última sexta-feira (5).

Segundo um comunicado enviado a servidores do Legislativo, o acesso ao prédio ficará restrito a parlamentares, funcionários e pessoas credenciadas. 

A medida tem validade durante esta terça-feira (9) e quarta-feira (10), em que os deputados concluem a votação dos destaques da reforma da Previdência.

Visitas institucionais à Câmara também estão suspensas desde o sábado (6) e não podem ser agendadas até o dia 10 de maio. Reuniões agendadas pelos partidos devem ocorrer no anexo II do prédio, ainda segundo a norma.

A decisão especifica que a entrada para carros do Congresso Nacional estará restrita exclusivamente aos parlamentares, e poderá ser fechada completamente a qualquer momento “em caso de manifestação”.

Um dos estacionamentos da Câmara será fechado a partir de amanhã para abrigar viaturas da Polícia Militar e outras áreas utilizadas para estacionamento também poderão ser fechadas em caso de manifestação.

(com supervisão de Evelin Cáceres)

Jornal Midiamax