Brasil

Roberto Jefferson continua internado em hospital do Rio neste domingo

Estado de saúde é estável; desde 2012 ex-deputado luta contra um câncer

Gerciane Alves Publicado em 12/07/2015, às 15h28

None
roberto.jpg

Estado de saúde é estável; desde 2012 ex-deputado luta contra um câncer

O ex-deputado Roberto Jefferson, delator do mensalão, continuava internado neste domingo (12) no Hospital Samaritano, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, para a realização de exames complementares. De acordo com o último boletim médico divulgado pela assessoria de imprensa da unidade, o estado de saúde dele é estável.

Roberto Jefferson deu entrada no hospital na quinta-feira (8). De acordo com a filha dele, a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), ele foi acometido por uma febre e foi internado para realização de exames.

Jefferson passou por uma cirurgia em 2012 para a retirada de um tumor no pâncreas e de parte do duodeno e do intestino delgado. Por causa disso, tem restrições alimentares resultantes do tratamento.

Pena em regime domiciliar

O ex-deputado e delator do mensalão deixou a prisão no dia 16 de maio deste ano, autorizado a cumprir o resto da pena no regime domiciliar. Ele foi condenado a sete anos e 14 dias de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Ao deixar a prisão, em maio, Jefferson comentou que poderia passar a se cuidar melhor.

“Eu passei oito infecções intestinais aqui [na prisão] porque como eu tirei tudo, eu só fiquei com o intestino grosso e sobrecarreguei o intestino grosso. Eu não tenho mais o estômago, tenho um pedacinho, mas não tenho mais intestino delgado, eu não tenho duodeno, não vesícula, tive que tirar um terço do rim, tirei metade do pâncreas, ficou tudo no intestino grosso, mas recebi aqui da Seap total apoio para cuidar da minha saúde”.

Desde fevereiro do ano passado ele passava as noites preso na Casa do Albergado, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. A progressão da pena para o regime aberta foi autorizada pela ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, que considerou que o ex-deputado já havia cumpriu um sexto da pena.

Duas semanas depois de deixar a prisão, ele se casou com a enfermeira Ana Lúcia Novaes, sua companheira há mais de uma década. A festa, que custou R$ 100 mil, foi aberta à imprensa e cerca de 300 pessoas foram convidadas, segundo informações da assessoria de imprensa.

Jornal Midiamax