Hostilizado em SP, Padilha rebate: “orgulho do Mais Médicos”

Ex-ministro hostilizado em restaurante de zona nobre da capital paulista
| 16/05/2015
- 22:10
Hostilizado em SP, Padilha rebate: “orgulho do Mais Médicos”

Ex-ministro hostilizado em restaurante de zona nobre da capital paulista

O ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha (PT) vivenciou um episódio de repúdio nesta semana. Em um vídeo publicado na última sexta-feira (16), Padilha aparece sendo hostilizado em um restaurante no Itaim Bibi, na zona oeste da capital paulista.

O petista estava em almoço de confraternização com, segundo ele, amigos com quem ele “convive há mais de 30 anos”, quando um homem levantou-se de outra mesa e chamou a atenção dos demais clientes.

Neste momento, ele avisa que Padilha está no restaurante e termina sua frase com “Padilha, que nos brindou com o programa Mais Médicos da presidente Dilma Rousseff, responsável pelo gasto de R$ 1 bilhão que nós todos, otários aqui, pagamos até hoje”.

A cena foi divulgada no Facebook da página Vem Pra Rua Brasil, que participou ativamente das manifestações contra Dilma e o PT, nos dias 15 de março e 12 de abril.

Em resposta, o ex-ministro – que se candidatou ao governo de São Paulo nas últimas eleições – publicou um texto detalhado sobre o episódio, ressaltando também os benefícios do programa federal.

O petista disse também que nem todos que estavam em sua mesa eram petistas, afirmando que seu círculo de amigos envolve respeito e diversão, “independente de diferenças futebolísticas e políticas”.

“Talvez para a repugnância de alguns e dos detratores da intolerância, sim, tenho amigos da elite econômica paulistana e outros tantos tucanos, neoliberais e neoconservadores”, afirmou.

Mas a divulgação do vídeo, que mostra os amigos do ex-ministro foi considerada inaceitável, inclusive por atingir seus amigos, que – assim como Padilha – foram insultados nos comentários da publicação.

“Já é um desrespeito aos meus direitos individuais alguém imaginar que pode me agredir em público e fazer uso dessa imagem. É um desrespeito ainda maior quando isso envolve direitos individuais dos meus amigos, que ao contrário do que pode-se pensar, não possuem nenhuma vinculação partidária nem política comigo”.

“Tenho muito orgulho de ter criado o Mais Médicos e já enfrentei muito mais do que agressor solitário para implantá-lo”, encerrou Padilha.

 

 

Veja também

A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a decisão que condenou o...

Últimas notícias