Com sonho de entrar para o Guinness, idosa faz tatuagem aos 98 anos no DF

Mulher já havia feito outro desenho aos 90 anos e planeja 3ª para 2017
| 26/05/2015
- 14:50
Com sonho de entrar para o Guinness, idosa faz tatuagem aos 98 anos no DF

Mulher já havia feito outro desenho aos 90 anos e planeja 3ª para 2017

Sonhando em entrar para o Guinness, livro dos recordes, como a mulher mais velha a fazer uma , uma moradora do Distrito Federal de 98 anos fez nesta segunda-feira (26) a segunda tatuagem. O desenho foi feito em um estúdio da Asa Norte. Não houve reclamações durante a sessão.

“Se estiver triste e ficar perto de mim, a tristeza vai embora. Eu não gosto de tristeza. Comigo é só alegria”, afirmou Epifânia Maria de Jesus.

Epifânia nasceu em 1917 em Correntina, no interior da Bahia. Ela chegou em Brasília em 1956, antes mesmo da inauguração da capital do país. A idosa teve 18 filhos e, contando netos, bisnetos e tataranetos, tem quase cem pessoas na família. Ela diz não se importar com o que eles pensam sobre as tatuagens.

“Quem deve achar [algo] é eu, que sou dona da minha cabeça. Não importa. A vozinha é moleca”, diz.

A primeira tatuagem foi feita aos 90 anos. Agora ela diz esperar fazer a terceira aos 100 anos. A idosa conta ainda gostar de recitar poesias românticas e eróticas.

O tatuador Flávio Araújo conta que estranhou o relaxamento de dona Epifânia. “Ah, fiquei meio com medo pela questão da idade e tudo mais, mas não tive problema nenhum, não. Meus clientes, a maioria tem 27 a 35, 40 anos. Acho que 90 anos, assim, dessa idade, nunca.”

Veja também

Pesquisa faz mapeamento genético de 100 crianças com apraxia da fala

Últimas notícias