Divulgação

Morre aos 104 anos, Olivia de Havilland, atriz de ‘E o Vento Levou’.

27/07/2020 -
22:32
Divulgação

A imagem foi feita para celebrar o último aniversário da atriz, que entre outros papéis, brilhou como Melaine, em “E O Vento Levou…”, indo de concorrente a cúmplice de Scarlett O’Hara.

Olivia faleceu dormindo. Além de Oscars, de um legado na era de ouro de Hollywood, de uma fofoquinha sobre a rivalidade com a irmã (Joan Fontaine), de uma família, inspiração e saudades, a estrela deixa um marco nos direitos trabalhistas na indústria cinematográfica.
⁣⁣
A lei Havilland foi criada depois que ela processou o estúdio Warner Bros, nos anos 40. Sim, ela processou o um dos maiores estúdios de Hollywood na era de ouro do cinema. E ganhou: o direito de romper contrato e administrar a própria carreira. ⁣⁣
⁣⁣
Na época os estúdios “amarravam” os atores em contratos e assim manipulavam a carreira das estrelas. Olivia foi contra o “ah, é assim que funciona, né?”, e por isso, revolucionou. ⁣

Condecorada como “dama do reino unido” pela coroa, Olivia Havilland também era cidadã francesa e morava em Paris desde os anos 50. Nasceu em Tóquio, onde o pai, britânico, lecionava Letras e Literatura inglesa.

Morre aos 104 anos, Olivia de Havilland, atriz de 'E o Vento Levou'.
Foto : Reprodução
Morre aos 104 anos, Olivia de Havilland, atriz de 'E o Vento Levou'.
Foto : Reprodução
Morre aos 104 anos, Olivia de Havilland, atriz de 'E o Vento Levou'.
Foto : Reprodução
Morre aos 104 anos, Olivia de Havilland, atriz de 'E o Vento Levou'.
Foto : Reprodução

⁣⁣

 



Veja também