Le Blog Maria Antonia

Dr. Caio Rondon explica sobre os pilares do tratamento da fibromialgia

De uma forma bem simples o Dr Caio Rondon divide o tratamento da fibromialgia em 5 grandes pilares que sem eles dificilmente o paciente vai ter qualidade de vida. 1 Pilar: Encontrar um médico que haja confiança, esperança e conhecimento para lhe ajudar. Esse ponto é fundamental, é o que eu digo para meus pacientes: […]

Maria Antonia Naegele Publicado em 11/06/2020, às 10h28 - Atualizado às 11h35

Foto : Divulgação
Foto : Divulgação - Foto : Divulgação

De uma forma bem simples o Dr Caio Rondon divide o tratamento da fibromialgia em 5 grandes pilares que sem eles dificilmente o paciente vai ter qualidade de vida.

1 Pilar: Encontrar um médico que haja confiança, esperança e conhecimento para lhe ajudar.

Esse ponto é fundamental, é o que eu digo para meus pacientes: o tratamento depende 50% de mim e 50% de você. Esse é o trabalho do bom médico, acolher, dar esperança e ter conhecimento para educar e iniciar o tratamento individualizado para cada paciente.

2 Pilar: Atividade Física

O fisiatra não conhece nenhum paciente que tenha superado ou melhorado sem ter como hábito a atividade física, está que é indicação nível A em todos as diretrizes internacionais do tratamento da fibromialgia.

Não vai ser fácil, vai levar tempo mas se você quer mesmo melhorar tem que se superar e conseguir chegar ao ponto da atividade física se tornar um hábito.

3 Pilar: Emocional .

O quadro emocional do paciente tem grande impacto na percepção da dor, pacientes com quadro de fibromialgia e depressão associados, tem uma percepção aumentada a dor.

Mas qual a relação?

Todos temos um sistema que modula a dor que tem como função diminuir a percepção a dor, pacientes com fibromialgia tem esse sistema funcionando pouco ou nada e os neurotransmissores ( substâncias que fazem esse sistema funcionar ) estão diminuídos em pacientes com depressão.

Esse pilar é subdividido em vários outros sub-pilares que são terapias que ajudam a se conhecer melhor e ter maior controle sobre o seu emocional

4 Pilar: Sono

No consultório do Dr Caio a queixa de alteração de sono, que seja em iniciar, manter ou ambas é MUITO comum em pacientes com dor crônica.

Estudos já demonstraram uma relação muito importante do sono com a dor e vice-versa. Já foi demonstrado que pacientes em privação de sono por 2 noites tem aumento na sensação de dor e diminuição do limiar para dor.

O ciclo vicioso de não dormir, acordar cansada, não realizar atividade física, piora da fadiga é o que devemos evitar. Para melhorar o médico e o paciente tem que trabalhar em conjunto com uso de medicamentos , higiene do sono, atividade física, dieta e bons hábitos, se não conseguirmos alcançar um sono reparador com melhora do cansaço e da fadiga, não vamos melhorar o quadro da dor.

5 Pilar: Dieta e bons hábitos

CUIDADO com profissionais que falam:
TEM QUE CORTAR GLÚTEN
TEM QUE CORTAR LACTOSE
TEM QUE CORTAR AÇUCAR SUA FIBROMIALGIA É DO INTESTINO

NÃO TEM QUE CORTAR NADA se não TEM INTOLERÂNCIA e o SEGREDO de tudo é EQUILÍBRIO

Seu corpo é resultado do que você da para ele como combustível e dos seus hábitos no dia-a-dia. A dieta é fundamental para a melhora da fibromialgia, não existem restrições se você não tem nenhuma intolerância mas, manter uma dieta saudável, balanceada e conforme suas necessidades é fundamental.

A dieta é feita por um NUTRICIONISTA que vai adequar suas necessidades e desejos, nada extremista funciona pois não tem como manter uma dieta só se alimentando de coisas que você não gosta, por isso é tão importante o acompanhamento nutricional.

Colaboração: Dr Caio Rondon

O Le Blog Maria Antonia agradece a participação do Dr Caio Rondon.

Dr. Caio Rondon explica sobre os pilares do tratamento da fibromialgia
Foto : Divulgação
Dr. Caio Rondon explica sobre os pilares do tratamento da fibromialgia
Foto : Divulgação
Jornal Midiamax