Le Blog Maria Antonia

Aniversário tem escravidão como tema e recebe enxurrada de críticas nas redes sociais

 Foto:Reprodução/Instagram   Em Belém do Pará, uma jovem de 15 anos realizou uma sessão de fotos para a sua festa de debutante com inspirações na época da escravidão no Brasil. As imagens foram divulgadas no Instagram da empresa de cerimonial que realizou o evento. Para o ensaio fotográfico, a jovem de 15 anos se vestiu […]

Midiamax Publicado em 16/03/2018, às 12h50

None

 Foto:Reprodução/Instagram

Em Belém do Pará, uma jovem de 15 anos realizou uma sessão de fotos para a sua festa de debutante com inspirações na época da escravidão no Brasil. As imagens foram divulgadas no Instagram da empresa de cerimonial que realizou o evento.

Para o ensaio fotográfico, a jovem de 15 anos se vestiu de sinhazinha, enquanto outras pessoas se vestiram como mucamas e escravos.

Rapidamente, a publicação foi compartilhada na quarta-feira (14) nas redes sociais, recebendo acusações de incentivar o racismo e fazer alusão a escravidão como algo positivo.

“A cerimonialista de Belém acha top um 15 anos com um cenário de escravidão, o próximo passo é produzir um casamento nos campos de concentração.”, escreveu um internauta.

Aniversário tem escravidão como tema e recebe enxurrada de críticas nas redes sociais

Pelo Facebook, a cerimonialista publicou uma nota sobre o caso, lamentando o ocorrido. “Após o término do ensaio e publicação de trechos dele, presenciamos a veiculação dessas imagens como uma reprodução do período escravocrata e forma de racismo. Diante dos ocorridos, com total humildade, estamos vindo a público nos retratar e pedir perdão”, escreveu. “Jamais foi nossa intenção fazer qualquer retratação que levasse a entender que a escravidão foi algo bom em nossa história. Tínhamos a única intenção de retratar o período histórico do Império que, infelizmente, tinha escravidão”.

Em uma publicação em sua conta do Instagram, a mãe da aniversariante reforçou que “nenhum dos envolvidos tem preconceito racial ou faz apologia a retratos de realidade como esses”. Ela lamentou que as imagens tenham sido interpretadas fora de um contexto e ressaltou que não se trata de racismo e que as pessoas “não deveriam mais espalhar coisas como essas”.

Jornal Midiamax