Le Blog Maria Antonia

Um antigo clássico natalino presente em todo o mundo. Como surgiu a Rabanada?

   Foto/Reprodução   Como surgiu a Rabanada? Leia também: Na noite de Natal, papa compara refugiados a Maria e José Meghan Markle usou um Fascinator para o seu primeiro serviço de igreja de Natal com os Royals A rabanada é um prato típico português e o Brasil herdou de lá esta maravilha. O nome já […]

Midiamax Publicado em 22/12/2017, às 14h55

None

 Foto/Reprodução

Como surgiu a Rabanada?

A rabanada é um prato típico português e o Brasil herdou de lá esta maravilha. O nome já existia também em Portugal, principalmente ao norte do rio Mondego. Ao sul do rio era conhecida como “fatia dourada” ou “fatia-de-parida” (ou ainda “fatia de mulher parida”).

A Rabanada era assim chamada por causa de uma lenda: Uma mulher pobre, sem ter quase nada para comer, precisava alimentar seu filho recém nascido. Seu único alimento eram restos de pão dormido molhados com leite adocicado. A mulher teve tanto leite que amamentou seu filho e ainda sobrou pra amamentar outras crianças também! Dessa forma, a rabanada acabou virando símbolo de prosperidade e fartura, sendo servida nas festas de fim de ano.

Outra lenda diz que toda mulher rica que se tornava mãe, era alimentada com rabanadas para aumentar o leite da gestante.

A sua origem sempre se remete a Portugal, mas em todo o mundo é possível encontrar variações da rabanada. Na França também tem Rabanada, mas lá chama-se: “Pain Perdu”, na Inglaterra, o nome é “Eggy bread” , e nos EUA, “French toas”.

A rabanada é apenas um dos vários pratos que aparecem apenas no natal, e mesmo sendo considerada extremamente calórica, tem a adoração de muitas pessoas, por isso o Le Blog Maria Antonia foi atrás de uma receita de Rabanadas Assadas no Forno. Para quem quer economizar umas calorias, esta receita é indicada!

Um antigo clássico natalino presente em todo o mundo. Como surgiu a Rabanada? Foto/Reprodução

Ingredientes

– 06 colheres de (sopa) de açúcar

​ – 01 ovo

​ – 01 clara

​ – 03 colheres (sopa) de água

– 01 bisnaga média de pão francês para rabanada

​ – 1½ xícara (chá) de leite

​ – 01 colher (chá) de essência de baunilha

​ – 01 colher (sopa) de manteiga ou margarina – raspas de laranja

​ – 01 colher (sopa) de conhaque, rum ou vermute

– canela em pau

– canela em pó a gosto

Modo de preparo

Numa panela junte 3 colheres de açúcar, o leite, a colher de bebida alcoólica, 02 colheres de água, o pau de canela, as raspas de laranja e a baunilha.

Misture bem e leve para ferver durante 2 a 3 minutos, até saborizar bem.

Coloque num prato e deixe esfriar um pouco, até ficar morno, para poder banhar os pedaços de pão Bata ligeiramente o ovo e a clara em seguida adicione 01 colher (sopa) de água (pra ficar mais molhadinha e menos calórica) e separe. Após untar uma assadeira com manteiga ou margarina, e polvilhar com açúcar e canela, para fazer o fundo das rabanadas. Passe o pão (já fatiado) no leite, depois no ovo batido e acomode as fatias como todo carinho lado a lado. Polvilhe com mais açúcar e canela por cima das fatias. Pré aqueça o forno. Deixe por 10 minutos em forno médio, 200 graus mais ou menos (depende do forno), depois deixe em 180 graus, assando até dourar.

Depois de assadas, organize em uma travessa e decore polvilhando mais açúcar e canela, pode também usar cerejas em calda ou ameixas pretas para decorar.

Um antigo clássico natalino presente em todo o mundo. Como surgiu a Rabanada? Foto/Reprodução

Bom apetite!

Jornal Midiamax