Search
Cotidiano

Quer seu dinheiro de volta? Devolução de créditos da Flexpark começa nesta segunda

Requisição dos valores deve ser feita presencialmente na sede da empresa

Publicado por
Aliny Mary Dias
Compartilhar

Começa nesta segunda-feira (20) a devolução de créditos da , empresa que até março deste ano administrou o estacionamento rotativo de Campo Grande. De acordo com TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) firmado entre a empresa, o município e o MPMS (Ministério Público Estadual), o processo de devolução deverá se estender por quatro meses.

Advogado da empresa, Douglas de Oliveira Santos confirmou ao Jornal Midiamax que a devolução se inicia hoje, a partir das 8 horas, no prédio da Flexpark. Os motoristas que ficaram com créditos sem uso deverão ir pessoalmente até o local para solicitar a devolução.

O novo endereço da empresa na Capital fica na Rua Marechal Rondon, 2083, sala 302, no Centro. O telefone para dúvidas é o 3325-0069. O motorista precisa levar um documento com foto.

A empresa garante que a devolução dos créditos seguirá até 20 de outubro. Depois deste prazo, motoristas que quiserem o valor de volta deverão seguir procedimento online que será definido pela Flexpark.

De acordo com o termo assinado pela empresa e intermediado pelo MPMS (Ministério Público Estadual), para cada processo de reembolso dos créditos que for negado de forma indevida pela empresa ou que terminar em “embaraço injustificado”, a Flexpark pagará multa de 10 Uferms, que hoje equivale a R$ 465.

O motorista que não se interessar pela restituição, conforme estabeleceu a em decreto que determinou o fim do contrato, poderá usar os créditos com a nova empresa que ainda será contratada para explorar o serviço de estacionamento rotativo da Capital.

Flexpark tem dívida de R$ 230 mil com a prefeitura

Conforme estabelecido em contrato firmado em 2012, mensalmente a Flexpark repassava à Agetran 28,5% da arrecadação da renda bruta obtida com a venda de créditos usados por motoristas para estacionar nas ruas da Capital.

De janeiro a março deste ano, último mês de operação da empresa, a Flexpark acumulou ganhos de R$ 807,7 mil que renderiam repasse de R$ 237.124,30 ao município. A dívida, contudo, ainda não foi paga.

Na ação de execução de título movida pela prefeitura, a Agetran afirma que essa não é a primeira vez que a empresa contrai dívida com o município. Em 2017, a agência também processou a Flexpark porque a empresa devia mais de R$ 2 milhões em repasses ao município. A ação até hoje tramita em fase de recurso.

No processo ajuizado neste mês, a Agetran afirma que a empresa possui “histórico de não cumprir os contratos com a administração municipal”. Na nova ação, o município cobra além dos R$ 230,2 mil referente ao repasse sobre a renda da empresa, mais R$ 6,9 mil fruto de multa por atraso.

Em despacho do dia 25 de maio, a juíza Liliana de Oliveira Monteiro, da 3ª Vara de Fazenda Pública, determinou que a Metropark pague a dívida no prazo de 15 dias. Em carta de citação publicada no dia 1º de junho, a Justiça ratificou que a empresa tinha mais três dias para quitar a dívida. O prazo se encerrou no dia 3 e, até o momento, não há atualização no processo sobre a quitação da dívida.

A Metropark ainda não se manifestou nesta ação.

Nova licitação vai 'democratizar' vagas do estacionamento de Campo Grande

Responsável por elaborar a nova licitação, a Agereg (Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande) informou que o processo está em fase de estudos técnicos “que estão sendo conduzidos na máxima diligência”.

Segundo a agência, entre os principais objetivos da nova licitação estão a democratização das vagas e dinamismo das atividades econômicas. O município não informou, no entanto, quais regras serão estabelecidas para democratizar as vagas.

Ainda não há prazo para o lançamento da licitação e contratação da nova empresa que irá administrar o estacionamento.

*Matéria editada às 14h20 para atualização de informação

Jornal Midiamax

Esta notícia foi publicada em 20 de junho de 2022 08:05

Publicado por
Aliny Mary Dias

Esse site utiliza cookies.