Variedades

6 filmes de Clint Eastwood para ver depois de Cry Macho

Produção Publicado em 29/09/2021, às 10h13

None
Foto: Reprodução

O nome de Clint Eastwood não é novidade no mercado cinematográfico. Atualmente com 90 anos, o artista ainda dirige seus próprios filmes e protagoniza alguns deles como é o caso do recém-lançado nos cinemas Cry Macho que traz a história de um ex-astro de rodeio e criador de cavalos fracassado, que, em 1979, aceita uma proposta de trabalho de um ex-chefe para trazer o jovem filho deste homem de volta do México para casa.

Com um vasto catálogo de filmes tanto como ator quanto diretor, a carreira de Eastwood é uma das mais prolíficas da história do cinema e que certamente merece ser vista e revista por inúmeros cinéfilos. Trouxemos algumas das principais histórias já vividas ou trazidas por esse grande artista que você pode conferir através da SKY.

Gran Torino

Em um dos dramas mais emocionantes já dirigidos e protagonizados por Eastwood, conhecemos a história do idoso viúvo extremamente amargo Walt Kowalski, um homem repleto de preconceitos.

Veterano da Guerra da Coreia, Kowalski lida todos os dias com o fato de morar ao lado de descendentes de imigrantes sul coreanos. Sua única alegria na vida é o velho carro Gran Torino 1972 que guarda na garagem. Porém, quando seu vizinho adolescente Thao Lor é compelido por uma gangue local a tentar roubar seu carro, Kowalski fica extremamente irritado.

Pegando o garoto no flagra, ele decide não denunciá-lo à polícia, mas tenta corrigir o comportamento do garoto exigindo que ele cumpra algumas tarefas domésticas. Nessa troca diária de interações, Kowalski deixa seus velhos preconceitos e acaba se afeiçoando ao menino que acumula problemas cada vez mais perigosos com a gangue local, obrigando o velho a sair da aposentadoria da violência perpetrada na guerra.

Menina de Ouro

Vencedor de 4 categorias do Oscar, Menina de Ouro também é um dos dramas mais impactantes já realizados até hoje. Com desfecho extremamente agridoce, a trama acompanha a história da pugilista amadora Maggie Fitzgerald (interpretada por Hilary Swank) que implora ao grande treinador de boxe Frankie Dunn a treiná-la e torná-la uma verdadeira campeã.

Recusando ensinar Maggie de todas as formas por ela ser mulher, Dunn eventualmente a aceita como pupila após ver a garra e vontade da garota em ser uma grande atleta. Depois de muito treino, sangue e suor, os dois começam a ver o sucesso começar a acontecer pouco a pouco.

Porém, um trágico acontecimento muda profundamente a vida dos dois que se transformam em grandes amigos exigindo um sacrifício que poucos teriam a coragem de fazer. O filme traz discussões pertinentes até hoje envolvendo um tema delicado, além de outras pautas sobre tragédias que acontecem no esporte. Impossível não se emocionar.

Sully: O Herói do Rio Hudson

Na quinta-feira de 15 de janeiro de 2009, o piloto Chesley Sully Sullenberger entrou para a História após conseguir fazer uma manobra impossível e aterrissar um voo comercial após uma pane elétrica gravíssima na aeronave.

Planando o avião diretamente ao Rio Hudson em Manhattan, Sully conseguiu salvar as 155 vidas que estavam a bordo. Primeiramente festejado como herói pela imprensa, Sully viu sua vida virar um inferno quando uma investigação da companhia aeronáutica é iniciada ameaçando destruir toda a sua carreira e reputação.

Em uma batalha judicial sem precedentes para provar sua inocência na falha técnica da aeronave e comprovar que foi parte crucial para salvar todos a bordo, Sully lida com os transtornos do estresse pós-traumático e do assédio constante durante o processo. O filme foi indicado ao Oscar.

Cartas de Iwo Jima

O filme paralelo ao drama de guerra À Conquista da Honra, Cartas de Iwo Jima retrata os eventos decisivos do front do Pacífico com o exército americano conseguindo finalmente penetrar o território japonês e iniciar o final da Segunda Guerra Mundial.

Centrada na histórica batalha que acontece na ilha de Iwo Jima, Eastwood revela todos os momentos de horror e tensão que o exército japonês vivenciou durante o dia da batalha. Com ordens suicidas dos generais, diversos soldados não tiveram a menor escolha a não ser perder a vida já que desertar não era uma opção.

Sendo um dos filmes mais elogiados da carreira de Eastwood, esse drama de guerra épico merece estar nas suas preferências se gosta do gênero. O longa conta com uma das atuações mais elogiadas do ator japonês Ken Watanabe.

Sobre Meninos e Lobos

Premiado em 2 categorias do Oscar, Sobre Meninos e Lobos é um suspense dramático bastante intenso. Já começando impactante ao apresentar a vida dos personagens protagonistas ainda na infância no verão de 1975, Eastwood estabelece que um deles é sequestrado e sofre um tremendo abuso sexual antes de ser encontrado novamente.

Com o trauma refletindo até a idade adulta dos três, mais uma tragédia ocorre quando a filha de um deles é encontrada assassinada e as suspeitas recaem onde eles menos esperam, obrigando todos a revisitar um passado desagradável que todos preferiam esquecer enterrado.

Sniper Americano

Baseado na vida do sniper mais letal dos Estados Unidos, o soldado SEAL Chris Kyle, Sniper Americano traz horrores reais das primeiras turnês da Guerra do Iraque logo após os atentados do 11 de setembro de 2001.

Em um profundo estudo de personagem, Eastwood apresenta a vida pessoal de Kyle e todo o seu crescimento como soldado e ser humano enquanto ia e vinha das suas missões no Oriente Médio.

Sabendo o quão controversa é a figura de Kyle, o cineasta mostra que os principais conflitos vividos pelo soldado não era quando estava em missão eliminando alvos em decisões difíceis e extremamente polêmicas, mas sim quando estava em casa lidando com o casamento, sua rotina pacífica e a relação com os filhos.

Ironicamente, em uma vida marcada por violência, Kyle encontra a tragédia onde ele menos espera.

O filme venceu um Oscar dentre as seis categorias pelas quais foi indicado, incluindo a de Melhor Filme.

Jornal Midiamax