Variedades

Novo diretor da Fundect quer promover intercâmbios com Alemanha e Holanda

Ele foi empossado nesta terça, em ato na governadoria

Midiamax Publicado em 17/01/2017, às 14h23

None
davi_fundect_3.jpeg

Ele foi empossado nesta terça, em ato na governadoria

A governadora em exercício Rose Modesto (PSDB), juntamente com o secretário de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação Athayde Neri (PPS), empossaram o novo diretor-presidente da Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul), Davi Bungenstab.

Na ocasião, ele destacou que tem planos em curto prazo para realizar intercâmbio do Brasil com Alemanha e Holanda para que se possa montar um programa de bolsas de mestrado e doutorado e também trazer alunos de la e mandar estudantes nossos. David afirma acreditar que nos próximos seis meses já se tenha isso.

Ao ser questionado sobre as prioridade, Davi ressaltou que tudo deve ser votado para as necessidades do Estado. “O importante a atender o que o Estado precisa e para isso queremos manter uma gestão de excelência e da mesma forma em todos os. Vamos trabalhar sempre com mérito, a meritocracia é primordial e claro que não se tem recurso para tudo, mas vamos buscar”.

“Mato Grosso do Sul é o Estado com maior potencialidade de sustentabilidade. A Fundect precisa hoje ser percebida como uma instituição importante no Estado e queremos chegar a um ponto que todo cidadão saiba quem é e para que serve a fundação. Sobre recurso ainda estamos na discussão do orçamento, mas tem o compromisso do governo que teremos os recursos necessários”, destacou o diretor recém empossado.

Rose disse que o Estado está a disposição da fundação. “Acredito muito, assim como o governo como um todo, que essa parceria em que sentamos na mesma mesa e debatermos os assuntos é primordial para sucesso das ações. Tenho certeza não só vamos dar sequência ao magnifico trabalho que vinha sendo feito como vamos colocar bons projetos em pratica e que vão repercutir em todos o pais”, ressaltou a governadora em exercício.

O secretário Athayde enfatizou o que deve ser priorizado pela fundação. “Sem duvida temos que destacar os projetos a longo prazo, mas temos que efetuar em ações, ou seja, projetos que tragam benefício para o cotidiano das pessoas. Temos a certeza que o bom trabalho será mantido e continuado”.

Assumiram ainda Marcelo de Araújo Pereira como diretor Cientifico e Artur Vieira dos Santos como diretor Administrativo.

Davi é médico veterinário e assume a presidência da instituição para mandato de três anos, de 1º de janeiro de 2017 a 31 de dezembro de 2019. O novo diretor entra no lugar de Marcelo Turine, que foi eleito reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Somente em 2016 a Fundect aprovou 175 projetos e teve um investimento de R$ 18,2 milhões, sendo R$ 9 para despesas de custeio, R$ 3,5 para despesas de capital e R$ 5,6 para despesas de bolsa.

Fotos: Mariana Anjos/Midiamax

Jornal Midiamax