Inquérito apura superfaturamento em compra de 11 computadores por R$ 183 mil em Câmara de MS

Legislativo diz que foram adquiridos também outros produtos de informática
| 26/05/2022
- 11:27
Fachada da Câmara Municipal de Ribas. Foto: Assessoria
Fachada da Câmara Municipal de Ribas. Foto: Assessoria

Inquérito que tramita na Promotoria de de Ribas do Rio Pardo, a 97 quilômetros de Campo Grande, investiga a Municipal por suposto superfaturamento  na compra de computadores. Máquinas que mal são usadas custaram R$ 186 mil, num total de R$ 16 mil por cada uma das unidades.

Superfaturamento investigado

Conforme edital publicado no Diário Oficial do MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), assinado pelo promotor George Zarour Cezar, os fatos vieram à tona por meio de uma denúncia, apontando que no final da administração do vereador Paulo da Pax, foi feita uma licitação para a compra dos 11 computadores por R$ 88 mil.

No entanto, o procedimento foi cancelado por suspeita de faturamento, até porque cada unidade sairia por R$ 8 mil. Contudo, foi feita uma nova licitação no total de R$ 183 mil pelas 11 máquinas.

 “Ocorre que os vereadores praticamente não usam os computadores para o trabalho, haja vista que todos as indicações, requerimentos e outros documentos são feitos por assessores. Além da compra ser possivelmente superfaturada é totalmente desnecessária, pois os computadores que estão nos gabinetes estão em boas condições de uso”, afirma a denúncia.

Em um primeiro momento, foi aberto procedimento preparatório para apurar os fatos. A Câmara foi acionada e respondeu que a denúncia era inverídica “ao passo que o processo licitatório fora de materiais informáticos e não somente de computadores”. No entanto, as informações apuradas até o momento não foram o bastante para esclarecer os fatos sobre o superfaturamento, motivo pelo qual o procedimento foi transformado em inquérito.

Veja também

Três projetos de Lei foram pautados para primeira discussão

Últimas notícias