Sem Categoria

Prefeito determina desapropriações na região do Bálsamo em Campo Grande

O projeto de drenagem já foi feito em todas as travessias da Guaicurus

Diego Alves Publicado em 14/01/2015, às 23h39

None

O projeto de drenagem já foi feito em todas as travessias da Guaicurus

O prefeito Gilmar Olarte orientou a Procuradoria Jurídica e a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, prioridade na conclusão do processo de desapropriação de 100 imóveis que ficam no trajeto do prolongamento da avenida Rita Vieira e da rua Vitor Meireles, projetos do Parque Linear do Bálsamo. A Secretaria de Finanças, Planejamento e Controle vai disponibilizar os R$ 3 milhões necessários para custear as indenizações.

Com investimento de R$ 39 milhões, será aberta uma ligação viária de seis quilômetros entre o anel rodoviário e o Conjunto Cohab, na rua dos Gonçalves, passando pela avenida Guaicurus, perto do Museu José Antonio Pereira. No trecho entre as avenidas Gury Marques e Guaicurus, será necessária a desapropriação de 79 imóveis.

Do projeto de R$ 39 milhões, já foram aplicados R$ 24 milhões, restando ainda R$ 15 milhões em obras para serem executados. Já está pronto o trecho entre o anel rodoviário e a avenida Três Barras. Falta apenas um trecho da travessia sobre o Córrego Bálsamo para ficar pronta a ligação com a avenida Gury Marques (pela Vitor Meireles).

O projeto de drenagem já foi feito em todas as travessias da Guaicurus, para não danificar o asfalto recapeado no ano passado. Faltam menos de dois quilômetros para ser concluídos o prolongamento da avenida Rita Vieira (a partir da rua Marisa Trindade) até a avenida Guaicurus, na altura do Jardim Itamaracá.

A retomada da obra que já foi interrompida por questões burocráticas, como o licenciamento para a construção de uma galeria sobre os trilhos, depende agora da remoção de 21 famílias que serão reassentadas no Residencial José Maksoud (nas Moreninhas) e a desapropriação de 21 terrenos, avaliados em R$ 800 mil, para ser concluído o prolongamento da avenida Rita Vieira.

Além da segunda pista, nestas áreas passará a adutora do Lajeado que será realocada. A Águas Guariroba já adquiriu e deixou estocados nas proximidades, os 725 metros de cano de 600 milímetros que serão utilizados.

O prefeito, acompanhado dos secretários de Infraestrutura, Valtemir Alves de Brito e de Planejamento, André Scaff; de Governo, Rodrigo Pimentel, percorreu os trechos já concluídos da obra e a galeria celular construída no Córrego Balsamo, que passa sob os trilhos.

“É um projeto importante para o sistema viário da cidade, abrindo alternativas para desafogar o trânsito da avenida Gury Marques (pela avenida Rita Vieira) e da Guaicurus, com a Victor Meirelles”, destaca o prefeito.

Jornal Midiamax