Sem Categoria

Cigano recebe suspensão médica após luta contra Miocic e pode ficar seis meses sem lutar

Por golpes na cabeça, ex-campeão terá de passar por tomografia antes de voltar a lutar.

Clayton Neves Publicado em 14/01/2015, às 17h45

None
20150114103610550143e.jpg

Por golpes na cabeça, ex-campeão terá de passar por tomografia antes de voltar a lutar.

Ex-campeão dos pesos pesados do Ultimate Fighting Championship, Junior ‘Cigano’ dos Santos pode ficar até seis meses sem entrar no octógono. De acordo com a lista de suspensões médicas divulgada nesta quarta-feira pela Comissão Atlética de Boxe e MMA do estado do Arizona, que regulamentou o UFC on Fox 13, há um mês, em Phoenix, obrasileiro terá de ficar de ação por 180 dias e precisará apresentar uma tomografia computadorizada com resultado negativo antes de voltar a lutar. 

Após mais de um ano de afastamento devido a lesões, Junior Cigano voltou ao octógono no UFC em Phoenix e teve um duelo difícil contra Stipe Miocic. O brasileiro recebeu, ao todo 102 golpes do adversário, sendo 77 na cabeça, e deixou o cage com vários hematomas no rosto, mas conseguiu a vitória por decisão unânime dos juízes. Ele foi preventivamente suspenso de qualquer contato físico durante 45 dias e poderá voltar aos treinos daqui a duas semanas. Já o croata-americano teve apenas um corte no lábio e pegou 45 dias de suspensão médica. 

Derrotados no UFC on Fox 13, os brasileiros Gabriel Napão e Cláudia Gadelha levaram suspensões de 45 dias. Rafael dos Anjos, que bateu Nate Diaz em Phoenix e foi confirmado como próximo desafiante de Anthony Pettis pelo cinturão dos leves, nem aparece na lista de suspensões médicas da Comissão do Arizona. 

Além de Cigano, outros sete lutadores receberam suspensões médicas de 180 dias: Matt Mitrione, Joe Riggs, John Moraga, Jamie Varner, Joe Ellenberger, Henry Cejudo, e Anthony Birchak. Veja a lista completa abaixo. 

Jornal Midiamax