Sem Categoria

Jamal afirma que UPA Vila Almeida deve voltar a funcionar nesta quarta-feira

A previsão foi informada depois de uma reunião entre o chefe da Sesau e o secretário da Seintrha

Diego Alves Publicado em 30/12/2014, às 00h38

None
logo.png

A previsão foi informada depois de uma reunião entre o chefe da Sesau e o secretário da Seintrha

O secretário da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) Jamal Salem, disse ao Jornal Midiamax que a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Vila Almeida, no Jardim Panamá, região oeste de Campo Grande, interditada desde o dia 24, deve voltar a funcionar normalmente nesta quarta-feira (31).

A previsão foi informada depois de uma reunião entre o chefe da Sesau e o secretário da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) Valtemir Alves de Brito, na tarde desta segunda-feira (29), para discutir a situação do local.

De acordo com o secretário de saúde, as janelas da unidade receberão proteção com telas que devem impedir a passagem de pombos. As paredes serão lixadas e os forros contarão com o apoio de um suporte. “Acredito que até quarta-feira esteja tudo pronto”, declarou.

Conforme dados da Sesau, a UPA Vila Almeida atende em torno de 300 a 400 pacientes por dia. O secretário da pasta garantiu que durante os dias de interdição, todos os atendimentos foram encaminhados para unidades de saúde próximas. “Os médicos foram remanejados para continuar trabalhando. É claro que superlotou outras unidades, mas não registramos problemas”, assegurou.

Contaminação – Quando o teto desabou, uma grande quantidade de fezes de pombo, considerada tóxica, acabou caindo dentro da unidade de saúde. Para evitar o risco de contaminação, os funcionários utilizaram máscaras para trabalhar. “Tomamos todas as providências”, enfatizou o secretário.

Salem garantiu que apesar da infestação de pombos em Campo Grande, não há nenhum registro de contaminação por fezes da ave na Capital.

Jornal Midiamax