Sem Categoria

Índios de MS solicitam a PGR investigação de deputados por racismo

Índios de Mato Grosso do Sul protocolaram, juntamente com outras entidades, na tarde desta quinta-feira (27), na Procuradoria Geral da República (PGR), em Brasília, documento solicitando que deputados federais Luiz Carlos Heinze (PP/RS) e Alceu Moreira (PMDB/RS) sejam investigados por racismo. A iniciativa partiu depois da de vídeos de discursos dos parlamentares da bancada rura...

Arquivo Publicado em 27/02/2014, às 20h56

None

Índios de Mato Grosso do Sul protocolaram, juntamente com outras entidades, na tarde desta quinta-feira (27), na Procuradoria Geral da República (PGR), em Brasília, documento solicitando que deputados federais Luiz Carlos Heinze (PP/RS) e Alceu Moreira (PMDB/RS) sejam investigados por racismo. A iniciativa partiu depois da de vídeos de discursos dos parlamentares da bancada ruralista serem divulgados na rede.


As declarações foram feitas durante Audiência pública da Comissão de Agricultura da Câmara de Deputados sobre a Demarcação de Terras Indígenas, realizada em 29 de novembro de 2013.


Membro da Frente Parlamentar Agropecuária Luiz Carlos Heinze, referiu-se ao gabinete do Ministro-Chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, dizendo: Ali que estão aninhados quilombolas, índios, gays, lésbicas. Tudo que não presta.  Em sua fala, Moreira, refere-se aos índios como ‘’vigaristas’ e incita o conflito entre índios e fazendeiros.


De Mato Grosso do Sul, assinaram a representação o Conselho Aty Guasu Guarani Kaiowá e Conselho Terena. A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), a Articulação dos Povos Indígenas da Região Sul (Arpinsul), a Articulação dos Povos Indígenas do Pantanal (Arpipan), a Articulação dos Povos Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo (Apoinme), a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia (Coiab), também assinaram o documento. (Com informações do Cimi)


Jornal Midiamax