Sem Categoria

Comerciantes revelam queda nas vendas e campo-grandenses desacreditados com o Brasil

O empate contra o México desanimou os campo-grandenses. É a avaliação dos comerciantes de rua que estão vendendo bandeiras, camisetas e acessórios da seleção brasileira nas ruas da Capital. Segundo eles, as vendas desta segunda-feira (23), dia do jogo decisivo contra Camarões, estão bem mais baixas do que nos dois primeiros jogos. “No dia dos […]

Arquivo Publicado em 23/06/2014, às 18h15

None
1195561782.jpg

O empate contra o México desanimou os campo-grandenses. É a avaliação dos comerciantes de rua que estão vendendo bandeiras, camisetas e acessórios da seleção brasileira nas ruas da Capital. Segundo eles, as vendas desta segunda-feira (23), dia do jogo decisivo contra Camarões, estão bem mais baixas do que nos dois primeiros jogos.

“No dia dos outros jogos vendi bem mais”, conta Hélio Ortiz Dias, de 32 anos, vendendo seus produtos na Afonso Pena com a Rui Barbosa. O comerciante ressalta que o Brasil não está empolgando. “Ninguém está confiante. Se não ganhar hoje estou ferrado”, ri. Preocupado com as vendas, Hélio acredita em vitória do Brasil, suada, por 1 a 0, com gol de Fred.

Outro comerciante, Argemiro da Silva, de 36 anos, faz a mesma análise. “O povo está desacreditado. As vendas pioraram muito hoje”, conta. Parado na Afonso Pena com a Pedro Celestino, Argemiro confia em vitória da Seleção por 3 a 0. “Tem que chegar nas oitavas de final, que aí as vendas melhoram”, reforça.

Jornal Midiamax