Sem Categoria

Caixa diz que não recebeu solicitação de providências sobre Homex

A Caixa Econômica Federal disse, através de assessoria, que ainda não pode se manifestar sobre as evidências de ter compactuado com o suposto golpe da construtora mexicana Homex porque ainda não recebeu solicitação de providências . As denúncias foram apresentadas na tarde desta segunda-feira (28) durante leitura do relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), […]

Arquivo Publicado em 28/04/2014, às 21h48

None

A Caixa Econômica Federal disse, através de assessoria, que ainda não pode se manifestar sobre as evidências de ter compactuado com o suposto golpe da construtora mexicana Homex porque ainda não recebeu solicitação de providências .


As denúncias foram apresentadas na tarde desta segunda-feira (28) durante leitura do relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que concluiu existirem fortes evidências de a Caixa Econômica Federal saber da iminência de um golpe por parte da Homex e mesmo assim continuar a fazer financiamentos para os apartamentos da construtora.


Conforme relatório, a suspeita é de conluio entre a Homex e a Caixa, pois não havia dificuldades de as pessoas cadastradas conseguirem um imóvel, mesmo este sendo entregue através do programa do Governo Federal “Minha casa minha vida”, o que sugere mais rigor nos contratos. O relatório coloca em dúvida a veracidade dos cadastros efetuados.


Outra suspeita encontrada pela CPI é em relação à postura que a Caixa Econômica Federal adotou mesmo após saber de irregularidades na execução das obras. Consta no documento que, mesmo explicitado em contrato que não era permitido subempreitar as obras da Homex, a construtora mexicana passou por cima da cláusula e a Caixa nada fez. “Ficou inerte como se não fosse sua obrigação acionar os meios necessários para compelir tal situação”, diz o relatório.

Jornal Midiamax