Sem Categoria

BC estima que relação entre diferença de receitas e despesas e PIB será menor em 2012

O Banco Central (BC) estima que o déficit nominal do setor público em 2012 vá representar o menor percentual do Produto Interno Bruto (PIB) desde o início da série histórica, em 2001. Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Túlio Maciel, o resultado das receitas menos despesas, incluídos os gastos com juros, que deve […]

Arquivo Publicado em 28/12/2011, às 18h34

None

O Banco Central (BC) estima que o déficit nominal do setor público em 2012 vá representar o menor percentual do Produto Interno Bruto (PIB) desde o início da série histórica, em 2001. Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Túlio Maciel, o resultado das receitas menos despesas, incluídos os gastos com juros, que deve fechar este ano em 2,5% do PIB, em 2012 deve ficar em 1,2%.

Maciel disse que o melhor resultado registrado desde 2001 foi em 2008, quando o déficit nominal representou 2,04% do PIB. O otimismo, segundo ele, deve-se à projeção de 3,5% de crescimento previsto pelo BC para o próximo ano, ante os 3,1% de 2011, e pelas projeções de mercado, que indicam queda da taxa Selic para 9,7% e do dólar para R$ 1,75 no fim de dezembro, além de inflação mais baixa, em torno de 5%.


“Estamos entrando em 2012 num cenário bem mais normal do que tínhamos ao final de 2010 em termos de resultados fiscais. Isso compõe um quadro positivo”, disse Maciel, explicando que 2011 foi um ano de retorno à normalidade depois de “dois anos difíceis marcados pela crise internacional”.


O BC também projeta que a dívida líquida, que deve fechar este ano em 36,6% do PIB, o menor da série histórica, feche 2012 em 35,7%. O gasto com juros da dívida, que deve encerrar 2011 em 5,6% do PIB, deve ser de 4,3% no próximo ano.

Jornal Midiamax