Durante encontro com o ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, o prefeito (PP) pediu mais celeridade na de reforma e ampliação da pista do Aeroporto Regional de Dourados. Os trabalhos são executados pelo Exército Brasileiro e foram iniciados na gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Levei a cobrança dos douradenses que clamam pelo retorno o mais breve o possível do funcionamento do Aeroporto. Nós entendemos que o período de provocou um delay na obra, mas é urgente a retomada dos voos, principalmente, os diretos para ”, afirmou.

A obra é executada pelo Exército Brasileiro ao custo estimado de R$ 72 milhões oriundos do FNAC (Fundo Nacional de Aviação Civil) e contempla reforma e ampliação da pista de pouso e decolagens em 300 metros, além da regularização das faixas de pista e áreas de segurança, drenagem, colocação de cerca operacional e trabalhos de terraplenagem.

Segundo informações da prefeitura municipal de Dourados, três grandes companhias aéreas já sinalizaram o interesse em voltar a operar na cidade e, agora, aguardam a liberação para funcionamento.

Saiba Mais