O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul alterou os salários de sete diretores de autarquias, mudando a referência para as quais eles estavam nomeados. As publicações, assinadas pelo governador Eduardo Riedel (PSDB), foram feitas no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (22).

Estão na André Borges Barros de Araújo, diretor-presidente do Imasul (Instituto de de Mato Grosso do Sul); Bruno Wendeling, diretor-presidente da Fundação de de Mato Grosso do Sul; Daniel de Barbosa Ingold, diretor-presidente da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal); e Max Antônio Freitas da Cruz, diretor-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, para CCA-01.

Pelo valor, são pagos R$ 28.401,90 de salário, segundo a Transparência do Governo do Estado.

Além deles, tiveram o salário aumentado Rodrigo Rossi Maiorchini, diretor-presidente da Agepen-MS (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário); Washington Willeman de Souza, diretor-presidente da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural); e Jorge Oliveira Martins, da Ageprev-MS (Agência de Previdência Social de Mato Grosso do Sul).

Esses três receberão pelo CCA-02, com salários de R$ 11.200,00, mais até 80% do valor de gratificação.

Saiba Mais