Política / Transparência

Reforma e implantação da cerca no aeroporto de Porto Murtinho custa R$ 2,15 milhões

Meta Construtora tem prazo de 4 meses para concluir obras

Renata Volpe Publicado em 12/01/2022, às 07h21

Porto Murtinho
Porto Murtinho - Toninho Ruiz, Subcom, Divulgação

Obras de reforma e implantação de cerca operacional e construção de guarita de vigilância no aeroporto de Porto Murtinho custarão R$ 2,15 milhões, a serem pagos com recursos estaduais.

A empresa Meta Construtora venceu a licitação e terá 120 dias, ou seja, 4 meses para executar a obra no local, assim que for expedida a ordem de início de serviços pela Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura).

Segundo informações do governo estadual, a obra de reforma e ampliação do aeroporto da cidade está prevista no pacote de investimentos para melhorar a infraestrutura de Porto Murtinho, cidade importante para o corredor da rota bioceânica, fazendo a ligação de Mato Grosso do Sul aos países da América do Sul e posteriormente, encurtando o caminho ao Oceano Pacífico.

Em seis anos foram destinados mais de R$ 86 milhões de recursos estaduais em projetos estruturantes na cidade, como implantação do sistema de esgotamento, pavimentação e drenagem, e recuperação de ruas e avenidas. Além disso, em 2020 foi entregue o Contorno Rodoviário, de 7,19 km, que tira o tráfego pesado da área central, ligando a rodovia BR-267 diretamente com os portos.

Das novas obras estaduais em processo de licitação, R$ 20 milhões do Fundersul são para restaurar o pavimento urbano e ampliar a malha pavimentada, assim como a ampliação do hospital e do aeroporto e recuperação dos casarões que compõem o centro histórico local.

Rota bioceânica e ponte

Uma das principais obras da rota bioceânica é a construção da ponte sobre o Rio Paraguai, que vai ligar as cidades de Porto Murtinho e Carmelo Peralta. O início das obras foi lançado no dia 13 de dezembro, em solenidade com a participação do presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez e do governador Reinaldo Azambuja. A estrutura tem previsão de ficar pronta em três anos.

Com assessoria

Jornal Midiamax