Política / Transparência

Servidores da Sefaz-MS com a 2ª dose da vacina contra a Covid-19 retornam ao presencial

Servidores que recusaram a vacina contra o coronavírus também voltam ao trabalho presencial

Renata Volpe Publicado em 30/07/2021, às 08h32

Sefaz-MS determina retorno presencial dos servidores imunizados contra a Covid-19
Sefaz-MS determina retorno presencial dos servidores imunizados contra a Covid-19 - Divulgação

Os servidores da Sefaz-MS (Secretaria de Estado de Fazenda), imunizados com a 2ª dose da vacina contra a Covid-19 há mais de 15 dias, devem voltar ao trabalho presencial na próxima segunda-feira (2), conforme resolução publicada nesta sexta (30).

Volta ao trabalho presencial até mesmo os servidores que tiverem recusado a imunização disponibilizada pelos órgãos públicos competentes. Nesses casos, deverão apresentar à chefia imediata declaração de recusa e de responsabilidade, de próprio punho.

Os servidores já imunizados que não retornarem ao regime de trabalho presencial no prazo estabelecido terão os dias de trabalho computados como faltas injustificadas e poderão incorrer em abandono de cargo, na forma legal, sem prejuízo de outras medidas administrativas. 

O servidor de posse da carteira de vacinação, expedida pelo órgão municipal encarregado da vacinação ou, no caso de Campo Grande, pelo site www.campogrande.ms.gov.br/sesau/vacinacg, após a segunda dose ou a dose única da vacina, se for o caso, deverá apresentá-la à chefia imediata, de forma impressa ou digitalizada, tão logo seja vacinado, para apuração do cumprimento do prazo de retorno.

Os servidores que não receberam a segunda dose ou a dose única da vacina, conforme o caso, poderão permanecer no regime de teletrabalho ou revezamento, conforme critérios já estabelecidos, até que a imunização seja disponibilizada. Estes devem voltar ao presencial 15 dias após a imunização da segunda dose ou dose única.

Jornal Midiamax