Política / Transparência

Prefeitura de Bonito suspende alvarás de locais ‘com potencial de aglomeração’

Prefeitura de Bonito suspendeu temporariamente os alvarás de localização e funcionamento além de autorizações emitidos para realização de atividades com potencial de aglomeração de pessoas no município. O decreto foi publicado na edição desta quarta-feira (27) do Diário Oficial da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul). Para isto, o Executivo Municipal consi...

Fábio Oruê Publicado em 27/01/2021, às 18h42

Prefeitura Municipal de Bonito | Foto: Divulgação | Prefeitura Municipal de Bonito
Prefeitura Municipal de Bonito | Foto: Divulgação | Prefeitura Municipal de Bonito - Prefeitura Municipal de Bonito | Foto: Divulgação | Prefeitura Municipal de Bonito

Prefeitura de Bonito suspendeu temporariamente os alvarás de localização e funcionamento além de autorizações emitidos para realização de atividades com potencial de aglomeração de pessoas no município. O decreto foi publicado na edição desta quarta-feira (27) do Diário Oficial da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul).

Para isto, o Executivo Municipal considerou a situação de emergência causada pela pandemia mundial do coronavírus e as projeções de contaminação realizadas por especialistas para os próximos dias. Segundo o documento, a suspensão é válida até o dia 8 de fevereiro.

Entre os locais em que vigoram a suspensão estão escolas municipais e centros infantis; ginásios esportivos; boates, danceterias e salões de dança; casas de festas e eventos; feiras, exposições, congressos e seminários (com exceção da feirinha dos artesões localizada ao lado da Prefeitura e a feira central do Produtor); clubes de serviço e lazer; parques de diversão e temáticos; pubs, entre outros.

Fica proibido também o consumo de bebidas alcoólicas, tereré e narguilé, assim como a utilização de caixas térmicas,
coolers, isopores e similares, nas ruas, avenidas, praças, calçadas, logradouros e quaisquer outros espaços públicos.

Para conferir o decreto completo clique aqui, a partir da página 87 do diário. 

Jornal Midiamax