Política / Transparência

Licitação de R$ 508 mil prevê reforma em estrutura de cabeamento em unidades da SAS

São abrangidos no edital seis Centros de Assistência Social, Centro de Convivência e sede da Secretaria de Assistência Social

Mayara Bueno Publicado em 30/06/2021, às 12h23

Cras da Vila Gaúcha; imagem ilustrativa
Cras da Vila Gaúcha; imagem ilustrativa - (Foto: Divulgação, PMCG, Arquivo)

A Prefeitura de Campo Grande abriu licitação de R$ 508.768,98 para contratar empresa especializada para serviços de instalação, com cabeamento estruturado, materiais e mão de obra. O objetivo é atender a necessidade da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social).

Segundo a justicativa apresentada no edital, o objetivo é construir 'redes lógicas ou customizá-las de forma que os servidores municipais possuam conectividade para desempenhar suas atividades rotineiras nos prédios públicos da SAS'.

Serão abrangidos os Cras (Centro de Referência de Assistência Social) Mida Barbosa, no Bairro Guanandi; Dr. Fauze Dualib Amizo, no Bairro Canguru; Centro de Convivência Leila Jallad Dias, no Bairro Botafogo; Cras Severino Emperador Palazuelos, Bairro Zé Pereira; Valéria Lopes da Silva, Bairro Popular e sede da SAS - Horto Floresta

"A criação ou reestruturação do cabeamento lógico dos prédios municipais visa atender todos os pontos de rede em todos os locais necessários, além disso, os projetos preveem uma expansão dos pontos de rede em até 30%". Atualmente, de acordo com o edital, a situação do 'cabeamento lógico' dos prédios geridos pela Secretaria de Assistência Social é considerada 'insuficiente, inexistente ou antiga antiga'.

As propostas devem ser entregues até às 7h50 de 13 de julho, mesmo dia em que, a partir das 8h, será aberta disputa de preços, pelo site http://compras.campogrande.ms.gov.br/sgc. Para todas as referências de tempo será observado o horário de Mato Grosso do Sul.

Jornal Midiamax