Política / Transparência

Grupo de Trabalho é criado para acompanhar implementação das malhas ferroviárias de MS

GT Ferrovias MS, ou Grupo de Trabalho Ferrovias, foi instituído para acompanhar a implementação da movimentação intermodal das malhas ferroviárias de Mato Grosso do Sul.  Conforme decreto publicado nesta terça-feira (23), a Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), por intermédio de sua Assessoria de Logística, f...

Renata Volpe Publicado em 23/03/2021, às 08h17

(Ilustrativa, Agência Brasil)
(Ilustrativa, Agência Brasil) - (Ilustrativa, Agência Brasil)

GT Ferrovias MS, ou Grupo de Trabalho Ferrovias, foi instituído para acompanhar a implementação da movimentação intermodal das malhas ferroviárias de Mato Grosso do Sul. 

Conforme decreto publicado nesta terça-feira (23), a Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), por intermédio de sua Assessoria de Logística, ficou encarregada para planejar e implementar ações voltadas à elaboração de planos, programas e de projetos de logística, no que se refere aos modais de transporte rodoviário, ferroviário, aeroviário e aquaviário.

A empresa de Planejamento e Logística S.A. (EPL) foi contratada para realizar estudos de diagnóstico Logístico do Estado, para possibilitar que os empreendimentos logísticos de Mato Grosso do Sul sejam integrados ao planejamento central do Governo Federal, mediante uma estruturação consistente dos investimentos nas Malhas Ferroviárias para a movimentação Intermodal de cargas dentro do território sul-mato-grossense.

Assim, foi criado o GT Ferrovias MS, de caráter permanente, para acompanhar a implantação, relicitação e modernização dos serviços de transporte ferroviário.

Portanto, o GT Ferrovias MS será integrado por 12 membros titulares e igual número de suplentes, representantes dos órgãos, do Poder e das entidades, sendo: I – um da Semagro, um da Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura); um do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes); IV – um da Alems (Assembleia Legislativa); V – três da Assomasul (Associação dos Municípios), sendo: a) um de municípios da área de influência da Malha Norte; b) um de municípios da área de influência da Malha Oeste; c) um de municípios da área de influência da Ferroeste; VI – um do Sindicato de Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de Bauru, Mato Grosso do Sul; VII – um da Fiems (Federação das Indústrias); VIII – um da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária); IX – um do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos); X – um da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres ).

Entretanto, os membros titulares e suplentes do GT Ferrovias MS vão ocupar mandato de dois anos, permitida a designação consecutiva por igual período. 

Assim, a Presidência do GT Ferrovias MS será exercida pelo secretário da Semagro, Jaime Verruck.

Jornal Midiamax