Política / Transparência

Governo vai ceder para Campo Grande 400 celulares para ferramenta de combate ao Aedes aegypti

O governo de Mato Grosso do Sul e a prefeitura de Campo Grande assinaram termo de cessão de 400 telefones celulares que serão utilizados por agentes responsáveis pelo combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus. O extrato foi publicado na edição desta quinta-feira (7) do DOE (Diário Oficial Eletrônico). […]

Adriel Mattos Publicado em 07/01/2021, às 10h44 - Atualizado às 10h48

(Foto: Divulgação, SES-MS)
(Foto: Divulgação, SES-MS) - (Foto: Divulgação, SES-MS)

O governo de Mato Grosso do Sul e a prefeitura de Campo Grande assinaram termo de cessão de 400 telefones celulares que serão utilizados por agentes responsáveis pelo combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus. O extrato foi publicado na edição desta quinta-feira (7) do DOE (Diário Oficial Eletrônico).

Os 380 ACEs (agentes de combate a endemias) e 20 supervisores vão utilizar uma ferramenta intitulada e-Visitas (Endemias). O programa foi desenvolvido pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) e já está operando em mais de 60 municípios.

Com isso, os relatórios dos agentes torna-se mais completo, já que a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) saberá exatamente onde foram encontrados focos do vetor e/ou onde há maior infestação, direcionando melhor as ações de combate.

Ao Jornal Midiamax, a Sesau informou que os aparelhos serão entregues por lotes, mas não recebeu nenhum até agora. A cedência vale por 12 meses contando a partir de 23 de dezembro de 2020, podendo ser prorrogada.

Jornal Midiamax