Política / Transparência

Governo de MS lança edital da PPP para instalação de fibra ótica em 79 municípios

O objetivo é disponibilizar serviços de transmissão de dados de alta capacidade e velocidade

Anna Gomes Publicado em 28/12/2021, às 11h26

O objetivo é disponibilizar serviços de transmissão de dados de alta capacidade e velocidade.
O objetivo é disponibilizar serviços de transmissão de dados de alta capacidade e velocidade. - Divulgação

O Governo do Estado publicou nesta terça-feira (28), um edital do projeto de Parceria Público-Privada (PPP) Infovia Digital. O objetivo é disponibilizar serviços de transmissão de dados de alta capacidade e velocidade por meio de uma rede de fibra óptica aos 79 municípios de Mato Grosso do Sul.

O edital foi publicado no Diário Oficial da manhã de hoje. Conforme o projeto, serão atendidas 1.500 unidades administrativas, como escolas, unidades de saúde e segurança pública a todas as cidades do Estado.

Segundo o Diário Oficial, os interessados no projeto terão até 60 dias para entregar a documentação necessária. O recebimento das propostas acontecerá no dia 14 de março na Bolsa de Valores de São Paulo (B3). A sessão pública do leilão está agendada para o dia 17 de março e também será realizada pela B3.

Conforme o Governo do Estado, a Infovia Digital vai garantir a melhoria na prestação dos serviços públicos oferecidos pelas unidades administrativas do MS. Serão implantados 6.950 Km de rede de fibra óptica, haverá ainda a construção de um Centro de Operações de Rede (COR) em Campo Grande, a disponibilização de serviços de internet gratuita e videomonitoramento em 129 praças públicas, monitoramento veicular em rodovias estaduais e na capital, além da instalação de 15.000 ramais IP (sistema de telefonia digital que utiliza protocolo de internet para transmitir voz).

A previsão de investimentos da PPP, que terá prazo de 30 anos, é de R$ 887 milhões, sendo destinados R$ 306 milhões na implantação da infraestrutura e R$ 581 milhões na operação e manutenção da mesma. A estrutura deve ser implantada em até dois anos.

De acordo com o coordenador do projeto, Rédel Neres Furtado, os benefícios da Infovia Digital serão de grande magnitude para o Estado, ao proporcionar redução significativa de custos proporcionais de serviços de telecomunicações, inclusão digital, além do aumento da competitividade do Estado.

"Teremos um aumento da velocidade média de transmissão de dados por ponto, passando dos 6 Mbps médios contratados atualmente para 30 MBps efetivos, e o aumento da capacidade total contratada, passando dos atuais 13,7 Gbps para 350 Gbps", explicou.

Jornal Midiamax